INESC TEC desenvolve software capaz de ler pautas musicais manuscritas

Software premiado permite obter uma versão digital e de fácil manuseamento das obras originais.

O INESC TEC desenvolveu um software de reconhecimento de pautas musicais cujo caráter inovador foi distinguido recentemente nos Estados Unidos, no âmbito da conferência ICDAR – International Conference on Document Analysis and Recognition.

Trata-se de um sistema de reconhecimento ótico de partituras musicais manuscritas que, ao contrário das pautas impressas, introduzem uma série de dificuldades adicionais, com a notação a variar de músico para músico, e provavelmente ao longo da mesma pauta, com linhas de pauta ou símbolos escritos em diferentes tamanhos, formas ou intensidades.

O software foi desenvolvido por Ana Rebelo, investigadora do INESC TEC, no âmbito do doutoramento na Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto (FEUP) e do projeto Optical Recognition System for Handwritten Music Scores, que conta com financiamento da Fundação para a Ciência e a Tecnologia (FCT). O objetivo do software é obter uma versão digital e de fácil manuseamento da obra original, permitindo preservá-la, utilizando algoritmos para detetar linhas de pauta, e para detetar e reconhecer símbolos musicais.

O sistema desenvolvido pela investigadora do INESC TEC foi submetido à competição GREC 2013 –Competition on Music Scores que se realizou no âmbito da conferência internacional ICDAR. Durante a competição, o software teve de analisar imagens de pautas que reproduziam as degradações normalmente visíveis em pautas antigas e degradadas, tendo obtido o melhor desempenho.

Ana Rebelo concluiu o doutoramento em outubro de 2012, com uma tese intitulada Robust optical recognition of handwritten musical scores based on domain knowledge. A conferência ICDAR realizou-se em Washington, nos Estados Unidos, de 25 a 28 de agosto.