INESC TEC ajuda a escrever a Internet do futuro

Fernando Almeida, Teresa Andrade e Hélder Castro integram o leque de editores e de autores da publicação.

Por onde passa o futuro da internet? O que pode ser feito para melhorar a experiência dos internautas? Como potenciar modelos de negócio online? Todas essas questões são respondidas em “Enhancing the Internet with the CONVERGENCE System”, o título do livro que nasceu no âmbito do projeto europeu CONVERGENCE, o qual contou com a participação do INESC TEC.

Ao longo de quase 300 páginas, “Enhancing the Internet with the CONVERGENCE System” descreve o conceito inovador para a Internet que nasceu no âmbito do CONVERGENCE. Este projeto propõe um modelo de publicação-subscrição centrado nos conteúdos e baseado numa estrutura única e normalizada de representação da informação, o Versatile Digital Item (VDI). A abordagem proposta pelo CONVERGENCE permite complementar e melhorar a arquitetura atual da Internet, bem como melhorar a experiência de navegação dos utilizadores. O livro, publicado em novembro de 2013, apresenta ainda os resultados e as áreas aplicação do CONVERGENCE, nomeadamente os novos modelos de negócio potenciados pela arquitetura da Internet do futuro que é proposta pelo projeto.

Teresa Andrade, Hélder Castro (atuais colaboradores do INESC TEC) e Fernando Almeida (antigo colaborador do Laboratório Associado coordenado pelo INESC Porto) integram o leque de editores e de autores desta publicação técnica, que surgiu por iniciativa do INESC TEC junto dos parceiros do consórcio do projeto. Antes de ser aceite pela prestigiada editora SPRINGER, a obra, que nasce do primeiro projeto do INESC TEC na área da Internet das Coisas (Internet of Things), passou pelo crivo de três revisores externos.

Com um orçamento superior a dois milhões de euros, o CONVERGENCE ficou concluído em maio de 2013 e contou com 12 parceiros de seis países europeus, designadamente CNIT – Consorzio Nazionale Interuniversitario per le Telecomunicazioni (coordenador), Alinari, Xiwrite S.r.l. e CEDEO.net (todos da Itália), Wipro (Portugal), Fondation Maison des Sciences de l’Homme e Saphran Morpho (França), Institute of Communication and Computer Systems e SingularLogic (Grécia), Universidade Ludwig-Maximilians (Alemanha) e UTI Systems (Roménia).