ICBAS na criação de norma de certificação pioneira para animais bovinos

A erradicação das doenças bovinas é um dos objetivos da iniciativa que junta o ICBAS, a Direção Geral da Alimentação e Veterinária e outras entidades nacionais. (Foto: DR)

O Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar (ICBAS) vai receber, no próximo dia 27 de outubro, a sessão de lançamento da primeira Norma portuguesa de Certificação IBR (Rinotraqueite Infeciosa Bovina) e BVD (Diarreia Vírica Bovina). Esta nova norma permitirá maior exportação para mercados internacionais e por conseguinte maior produtividade, constituindo deste modo um marco importantíssimo para todos os produtores nacionais de gado bovino.

Criada pela Direção Geral da Alimentação e Veterinária (DGAV) em parceria com diversas organizações responsáveis pela saúde dos bovinos em Portugal, tal como o ICBAS e a Faculdade de Medicina Veterinária Universidade de Lisboa, a iniciativa tem por objetivo erradicar a IBR e a BVD, aumentando a eficiência reprodutiva do gado bovino e dando rentabilidade das explorações a todos os produtores de gado bovino.

Em Portugal existem desde 2009, programas voluntários para certificação de bovinos face a IBR e BVD mas não reconhecidos oficialmente. Assim, o lançamento desta primeira norma de certificação, fruto do trabalho de investigação de vários anos das entidades já referidas, torna-se assim um importante fator de erradicação das doenças bovinas e, consequentemente, de enriquecimento para as entidades, produtores e associações implicadas na produção bovina e seus derivados.

O ICBAS, através de Niza Ribeiro (professor auxiliar do Departamento de Estudos de Populações), foi um dos parceiros académicos envolvidos, para além da DGAV, na referida elaboração desta Norma que contou, ainda, com a colaboração da União de Agrupamentos de Defesa Sanitária (ADS) de Entre Douro e Minho, da União dos ADS do Alentejo e da Faculdade de Medicina Veterinária da Universidade de Lisboa.

Com início marcado para as 14h00, no Salão Nobre do ICBAS, a sessão contará com a presença do Diretor Geral de Alimentação e Veterinária, Fernando Bernardo, de dirigentes das organizações de criadores de bovinos, laboratórios de diagnóstico, empresas farmacêuticas e criadores, técnicos e especialistas do setor.

Mais informações aqui.