I3S: “Super-centro de investigação” da U.Porto começa a ganhar forma

O I3S vai reunir três dos mais importantes centros de investigação nacionais no campo da saúde.

Vai ser lançada esta quinta-feira, dia 4 de abril, a primeira pedra do I3S – Instituto de Investigação e Inovação em Saúde, um “super-centro de investigação” na área da saúde que vai associar três dos mais conceituados centros de investigação da Universidade do Porto: o Instituto de Biologia Molecular e Celular (IBMC), o Instituto de Engenharia Biomédica (INEB) e o Instituto de Patologia e Imunologia Molecular (IPATIMUP).

O I3S vai reunir mais de 700 colaboradores oriundos dos três institutos, dos quais 250 serão investigadores doutorados, e pretende centrar a sua atividade no desenvolvimento de respostas a algusn dos maiores desafios de áreas chave da saúde: as doenças neurodegenerativas, o cancro, as doenças infecciosas e a medicina regenerativa.

O projeto da sede do novo centro de investigação contempla a construção de um novo amplo edifício de 14 mil metros quadrados, inteiramente dedicado a laboratórios e serviços de investigação, e a sua ligação ao atual edifício do IPATIMUP, no Pólo da Asprela, que será reconvertido para salas de aulas de mestrados e doutoramentos, auditórios e serviços administrativos da I3S.

A empreitada de construção e de equipamento está orçamentada em 21,5 milhões de euros, dos quais 18.2 milhões serão financiados por fundos comunitários no âmbito do Programa Operacional Regional do Norte, o “ON.2 – O Novo Norte”.

A cerimónia oficial de lançamento tem início às 15 horas, no local do futuro edifício (Rua Alfredo Allen – junto à Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da U.Porto) e contará com a presença do reitor da U.Porto, José Marques dos Santos, e do Secretário de Estado Adjunto da Economia e Desenvolvimento Regional, António Almeida Henriques.