i3S acolhe conferência internacional de estatística e epidemiologia espacial

Equipa do i3S que organizou a GEOMED2017

o i3S – Instituto de Investigação e Inovação em Saúde da Universidade do Porto vai receber, de 7 a 9 de setembro, a GEOMED 2017 – X Conferência Internacional Interdisciplinar sobre Estatística Espacial, Epidemiologia Geográfica e Aspetos Geográficos de Saúde Pública -, evento que vai reunir no Porto mais de 200 congressistas e um painel de 70 palestrantes de referência internacional.

«Conseguimos trazer os grandes pioneiros e as grandes referências mundiais na área da análise espacial de dados de saúde», sublinha a coordenadora da organização da GEOMED 2017, Maria de Fátima de Pina. A investigadora destaca as presenças de Andrew Lawson e Jon Wakefield, na área da Estatística, Marilia Carvalho, na Epidemiologia, Daniel Griffith e Robert Haining, na Geografia, e João Gama, no campo das Ciências de Dados (Big data).

Maria de Fátima Pina salienta ainda o workshop e a palestra de Allisson Lieber, da Google, que vai apresentar e ensinar a trabalhar com uma ferramenta de análise de dados por satélite – a Google Earth Engine – que «nos permite realizar em poucas horas análises geográficas que até agora eram virtualmente impossíveis, porque demorariam uma vida inteira».

Organizada pela equipa de Geoepidemiologia do grupo de investigação do i3S «Microenvironments for New Therapies», a GEOMED 2017 reúne estatísticos, geógrafos, epidemiologistas, cientistas de computação e profissionais de saúde pública e tem como principal objetivo apresentar novas metodologias de análise de grande quantidade e complexidade de dados, assim como discutir métodos de análise espacial e apresentar e debater os resultados dessas análises.

A primeira conferência GEOMED foi realizada em Rostock (Alemanha) em 1997 e, desde então, realizada em Paris (França) em 1999 e 2001, Baltimore (EUA) em 2003, Cambridge (Reino Unido) em 2005, Charleston (EUA) em 2009, Victoria (Canadá) em 2011, Sheffield (Reino Unido) em 2013 e Florença (Itália) em 2015.

Mais informações aqui.