Estudantes do ICBAS ajudam crianças a perder o medo dos médicos

Hospital Dos Pequeninos

Hospital dos Pequeninos tenta combater o medo das crianças na ida ao médico

De 20 a 22 de novembro, mais de meio milhar de crianças entre os 3 e os 6 anos de idade vão levar os seus bonecos de peluche ao Hospital de Santo António para uma consulta pelos futuros médicos e farmacêuticos do ICBAS e da FFUP. Trata-se de mais uma edição do “Hospital dos Pequeninos”, uma iniciativa da Associação de Estudantes do Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar (ICBAS) que pretende combater o tradicional medo das crianças na ida ao médico.

No “Hospital dos Pequeninos”, as crianças assumem o papel de pais do paciente – os seus próprios peluches em mau estado – que são alvo da observação e dos cuidados por parte dos estudantes de Medicina e Farmácia. O atendimento ao seu boneco “doente” tem por base o modelo da consulta médica comum, para que a criança se habitue às visitas ao médico.

Assim, o “doente de peluche” passa por todas as experiências associadas a uma comum consulta médica: auscultação, palpação, simulação da realização de meios complementares de diagnóstico (simulação de Radiografias e Ecografia) e, por fim, o tratamento médico adequado, como colocação de ligaduras, talas, vacinação, entre outros. No final, o “médico” escreve uma prescrição com os conselhos adequados ao doente de peluche e entrega-a à criança para que possa consultar o seu farmacêutico.

As “consultas” do Hospital dos Pequeninos vão decorrer no Auditório Professor Alexandre Moreira do Hospital de Santo António (Centro Hospitalar do Porto). Neste espaço será proporcionada uma atmosfera acolhedora e adequada às crianças, para que estas se sintam seguras para explorar a condição de doente e o ambiente hospitalar. O Auditório está fisicamente separado do hospital, pelo que não existe um contacto direto das crianças com a área hospitalar.