Homenagem a Manuel Duarte Baganha encerra na Reitoria

Manuel Duarte Baganha

Manuel Duarte Baganha (Foto: DR)

Mais de meio ano após ter testemunhado a primeira incursão à descoberta da vida e do legado do  histórico professor da Faculdade de Economia (FEP), o Salão Nobre da Reitoria da Universidade do Porto vai acolher no próximo dia 18 de dezembro, a partir das 18h00, a sessão de encerramento do programa de homenagem a Manuel Duarte Baganha – Figura Eminente da U.Porto 2015.

Culminando um conjunto de iniciativas orientadas para o reconhecimento do legado académico, profissional e cívico de Manuel Duarte Baganha, a sessão contará com a participação especial de Graça Maciel Amaro, docente da FEP, de Hernâni Olímpio Carqueja, membro da Comissão de História da Ordem dos Contabilistas Certificados, e de Miguel Cadilhe, Presidente do Conselho de Curadores da Universidade do Porto.

Após as intervenções, haverá lugar para um momento musical, com a atuação do Coral de Letras da Universidade do Porto. A terminar a sessão, será servido um Porto de Honra.

Natural do Porto, Manuel Duarte Baganha (1922-2004) frequentou a primeira licenciatura ministrada pela Faculdade de Economia da U.Porto entre 1953 (ano da criação da faculdade) e 1958. Começava aí uma ligação à Universidade que se reforçaria a partir de 1961, quando integrou o corpo docente da FEP. Até à sua jubilação, em 1993, integrou a Comissão de Reestruturação da Licenciatura em Economia (1977-1978), foi Presidente do Conselho Diretivo (1985-1993), desenvolveu importantes trabalhos de investigação nos domínios da Contabilidade de Custos, Gestão de Empresas e de Cálculo de Custos e, sobretudo, influenciou decisivamente a formação de várias gerações de economistas e empresários.

Personalidade altamente respeitada no meio académico e profissional dos economistas e gestores, Manuel Duarte Baganha participou na formação e desenvolvimento de várias organizações profissionais (Ordem dos Revisores Oficiais de Contas, Ordem dos Economistas, Associação Portuguesa de Analistas Financeiros), distinguindo-se também pela sua participação cívica ativa, nomeadamente no âmbito do associativismo e, em particular, do movimento cooperativo. Ligado a associações tão diversas como o Círculo de Cultura Teatral, o Orphéon Portuense ou os Amigos do Coliseu, assumiu a Presidência da Assembleia Municipal do Porto entre 1990 e 2002.

Foi este testemunho histórico que a Universidade partilhou com a comunidade através de um programa de eventos iniciado em junho e dezembro de 2015 e que teve como palco as instalações da Reitoria da Universidade e da Faculdade de Economia, mas também outros espaços relevantes da cidade do Porto.

Mais informações em http://figuraeminente.up.pt/2015/.