Gravuras de Abel Salazar em exposição no Museu Júlio Dinis

Del. Sculp, et Imp. – A Gravura de Abel Salazar é o título da exposição que inaugura no próximo sábado, dia 24 de fevereiro, pelas 16h00, no Museu Júlio Dinis, em Ovar.

Integrada no Ano Europeu do Património Cultural 2018, esta mostra de gravuras e diversos materiais de trabalho usados por Abel Salazar como as matrizes de zinco, a prensa ou os seus livros sobre o tema, resulta de uma parceria entre dois membros da Associação Portuguesa de Casas-Museu: a Casa-Museu Abel Salazar e o Museu Júlio Dinis.

A obra gráfica de Abel Salazar, um pouco à margem do conhecimento do público geral, tem sido objeto de um interesse renovado. Projetos como o recente “D’après Abel Salazar” com a Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto, e agora esta exposição, têm contribuído não só para a produção de um conhecimento histórico e técnico mais aprofundado, mas também para a criação de projetos novos e de âmbito mais alargado.

Este retorno à obra de Abel Salazar deve-se sobretudo a uma mudança na relação dos artistas contemporâneos com as técnicas e meios de impressão e vem num segundo plano legitimar a obra de um autor de qualidades incontornáveis.

Abel Salazar começa a produzir gravura em 1925, numa altura em que o acesso aos materiais e informação específica era altamente limitado. Partindo de um conhecimento principalmente livresco, foi através da experiência prática que atingiu o domínio que hoje reconhecemos, ultrapassando assim as limitações e constrangimentos que o seu próprio contexto histórico lhe impôs.

A exposição estará patente até ao dia 21 de abril e é de entrada livre.