Governo chileno investe 40 mil dólares em startup do UPTEC

A WiseNetworks pretende potenciar o desenvolvimento das produções agrícolas no Chile

A WiseNetworks, empresa incubada no Parque de Ciência e Tecnologia da Universidade do Porto (UPTEC), foi selecionada para participar no StartupChile, um programa do governo chileno que financia o desenvolvimento de empresas. A startup portuguesa, que desenvolve sistemas distribuídos de monitorização remota direcionados para a aplicação em plantações agrícolas, viu ser-lhe atribuído um prémio 40 mil dólares.

A WiseNetworks é a única empresa portuguesa de entre as 85 startups mundiais selecionadas para o programa. O StartupChile dará a estes projetos a oportunidade de conviverem e trabalharem no mesmo ambiente, durante 7 meses.

A rede de contactos propiciada pelo StartupChile potencia o desenvolvimento do produto e aumenta as oportunidades de internacionalização da empresa, um dos principais objetivos da participação no StartupChile. O StartupChile apresenta-se, também, como uma excelente oportunidade para a WiseNetworks tendo em conta o ótimo mercado de agricultura e vitivinicultura do Chile e dos países vizinhos.

Tiago Sá, CEO da empresa, vê a ida da empresa para o Chile como uma “grande oportunidade para expandir a WiseNetworks para o mercado chileno e possivelmente para os restantes países da América Latina”

A tecnologia da WiseNetworks faz com que toda a informação medida seja processada e disponibilizada numa plataforma online sendo possível, através dela, acionar ou programar sistemas de rega e configurar vários tipos de avisos.

Com a medição de grandezas atmosféricas e de crescimento da planta é traçado um perfil meteorológico que permite tirar conclusões quanto à melhor forma de gerir o seu cultivo e tratamento, bem como prevenir surtos de calor ou doenças que condicionem a colheita. Todo o sistema é sem fios e auto-configurável, o que permite a alteração da distribuição dos pontos de medição conforme desejado, em qualquer altura.