Futuro da bioengenharia em discussão na FEUP

Esta é a 8ª edição do Simpósio de Bioengenharia (foto: Pixabay / Creative Commons)

Apresentar projetos e aplicações biomédicas, biológicas e biotecnológicas é o grande objetivo da 8.ª Edição do Simpósio em Bioengenharia, agendado para os dias 8 e 9 de abril na Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto (FEUP).

Promovido pelo Núcleo de Estudantes de Bioengenharia (NEB) da FEUP e do Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar (ICBAS), o simpósio tem como slogan “Solving Tomorrow, Today” e traz à Invicta vários oradores especialistas, que darão a conhecer as várias faces e potencialidades da Bioengenharia.

Nanotecnologia, seus fundamentos e aplicações; estudo dos seres vivos que habitam o mar;  engenharia genética; biomecânica e big data serão os temas em destaque ao longo dos dois dias de evento, que apresenta uma estrutura com dois painéis específicos para cada um dos três ramos existentes – Engenharia Biomédica, Engenharia Biológica e Biotecnologia Molecular – e dois painéis de carácter transversal. Em cada um dos painéis, cerca de dois ou três oradores vão partilhar o seu trabalho e haverá um momento aberto a um debate moderado.

Adicionalmente, será ainda apresentado um painel para um “regresso a casa” de antigos estudantes do Mestrado Integrado em Bioengenharia e Mestrado em Engenharia Biomédica, um concurso de Posters para exposição de trabalhos submetidos por estudantes, um painel de empreendedorismo e, por fim, uma novidade face aos anos anteriores: a realização de workshops pré-evento (no dia 7 de abril).

Paulo Freitas, Deputy Director do International Iberian Nanotechnology Laboratory (INL), Juan Gallo, investigador do INL; Inês Cardoso Pereira, vice-diretora do Instituto de Tecnologia Química e Biológica; António Xavier da Universidade Nova de Lisboa (ITQB); Maria João Ramos, vice reitora da Universidade do Porto (R&D); Luísa Gouveia, investigadora do Laboratório Nacional de Energia e Geologia (LNEG); Garabed Antranikian, Diretor do Institute of Technical Microbiology da Hamburg University of Technology;  José António Teixeira, investigador no Centro de Engenharia Biológica e professor catedrático da Universidade do Minho (CEB-UM) e Thomas Landrain, criador do laboratório comunitário La Paillasse, são alguns dos nomes de destaque.

As inscrições podem ser efetuadas aqui.

Mais informações no site do simpósio ou na página de facebook do evento.

Sobre o Núcleo de Estudantes de Bioengenharia – FEUP/ICBAS

O Núcleo de Estudantes de Bioengenharia – FEUP/ICBAS foi fundado a 6 de novembro de 2013. É totalmente gerido por estudantes que frequentam o Mestrado Integrado em Bioengenharia, curso ministrado em conjunto pela Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto e pelo Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar.

Este núcleo tem como objetivo a organização de eventos e atividades para os estudantes de Bioengenharia, assim como o estabelecimento de uma rede de contactos entre outros grupos de estudantes, empresas, institutos de investigação, universidades e outras organizações científicas, tanto nacionais como internacionais. Paralelamente, a promoção dos três ramos nos quais se subdivide o curso – Engenharia Biomédica, Engenharia Biológica e Biotecnologia Molecular – é também um dos objetivos fundamentais do NEB-FEUP/ICBAS.