futureplaces: o evento que vai juntar geeks, artistas, curiosos e cidadãos comuns

FuturePlaces2015DR_LuísBarbosa

Iniciativa contará com exposições documentais, palestras e citizenlabs.

Começa esta terça-feira, dia 18 de outubro mais uma edição do futureplaces, o “medialab para a cidadania“. Uma panóplia de laboratórios, performances, apresentações e debates volta a ocupar vários locais da cidade do Porto até dia 22 de outubro.

Organizado pela Universidade do Porto (U.Porto) em parceria com a Universidade do Texas em Austin (UTAustin) desde 2008, o evento comissariado por Heitor Alvelos vai na nona edição, mantendo-se atento às possibilidades de entrosamento fértil entre os cidadãos e os media, com foco nas ligações à cultura, sociedade, ciência e tecnologia.

Entre as iniciativas programadas destaca-se a exposição documental sobre os Movimentos Estudantis na Universidade do Porto antes do 25 de Abril, que estará patente até 31 de outubro, no edifício no edifício Polo de Indústrias Criativas do Parque de Ciência e Tecnologia da U.Porto (UPTEC/PINC). Ali vai ser possível encontrar múltiplos documentos produzidos pelo movimento estudantil do Porto entre 1968 e 1974, ou dele resultantes, incluindo uma lista da PIDE com os nomes dos estudantes considerados perigosos.

Com curadoria do historiador José Pacheco Pereira, a exposição abre oficialmente às 17h30 desta terça-feira, na escadaria do atual edifício da Reitoria da Universidade do Porto, local em que se realizavam as reuniões estudantis e onde serão ser recordadas as pessoas já desaparecidas do movimento estudantil daquela época. Os participantes serão depois convidados se percorrer a pé o caminho até à praça Coronel Pacheco e ao edifício onde se encontra a exposição.

futureplaces_cartaz

Mas haverá muito mais para fazer até final da semana. Da reflexão sobre o acto criativo de hoje e seu potencial colaborativo (na experiência da Professora convidada Patricia Aufderheide), passando pelos últimos avanços da investigação científica em media digitais (em discussão no Simpósio Doutoral e num Think Tank de Realidade Virtual), o programa do futureplaces deste ano inclui também o lançamento do Museu Digital da Universidade do Porto e a projeção do documentário 147 Pianos, com a presença da realizadora Dolores Wilber.

Ao longo de cinco dias, a cobertura da Rádio Manobras Futuras dará voz a um caldo em ebulição, que junta ainda diversos Laboratórios de Cidadania, o Projecto da Fonte do UPTEC PINC (Polo Criativo do Parque de Ciência e Tecnologia da U.Porto), concertos, performance, vídeo-jogos, e a estreia mundial do Antifluffy Go!

Com um acrónimo que convida à curiosidade “mmmm”: “Mobs, Memes, Meanings and Minds” – Mobilização, Mensagens virais, Significados e Mentes, o futureplaces passará pelo UPTEC PINC, Passos Manuel, Reitoria da U.Porto, instalações do Media Innovation Labs (MIL) da U.Porto e Openfield Creative Lab.

Mais informações em http://futureplaces.org/.