FPCEUP ajuda a melhorar o apoio a crianças e jovens com incapacidades

Projeto internacional reúne investigadores da FPCEUP e de mais cinco parceiros europeus.

A Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade do Porto (FPCEUP) é parceira de investigação num projeto Leonardo DaVinci, financiado pela Comissão Europeia, que visa melhorar as formas de intervenção junto de crianças e jovens com incapacidades.

O principal objetivo deste projeto, no qual a FPCEUP participa através do grupo coordenado por Ana Isabel Pinto e que envolve  outros cinco parceiros europeus (Áustria, Bélgica, Alemanha, Eslováquia e Turquia), é a criação de uma plataforma online que permitirá o uso da CIF-CJ (Classificação Internacional de Funcionalidade, Incapacidade e Saúde para Crianças e Jovens) pelas equipas de profissionais, na documentação dos processos que acompanham. Deste modo, é possível obter uma linguagem comum entre profissionais de diferentes áreas na avaliação e na intervenção individualizadas de crianças com incapacidades, promovendo o trabalho em equipa transdisciplinar, que, por sua vez, se constitui como a forma mais eficaz de promoção da participação nestas crianças, de acordo com evidência científica.

Os profissionais de uma equipa de intervenção precoce, podem, assim, adotar a mesma linguagem e os mesmos procedimentos na documentação de perfis de funcionalidade, e estes podem ser consultados por outros técnicos que não conhecem a criança, mas que facilmente compreendem o seu perfil de participação, através da linguagem funcional da CIF-CJ. Pretende-se também promover a formação (online) dos profissionais, dotando-os de competências para a utilização da CIF-CJ.

A plataforma online do ICF-TRAIN já está disponível para consulta aqui, embora esteja ainda em construção. O projeto tem a duração de dois anos, pelo que se prevê a disponibilização da versão final desta plataforma no final de 2014. Nessa altura, os utilizadores (profissionais de Intervenção Precoce e Educação Especial) poderão usufruir das possibilidades desta ferramenta online como forma de documentar os seus processos de avaliação-intervenção, eletronicamente, e recorrendo à CIF-CJ.

Na base deste projeto está a abordagem da Classificação Internacional de Funcionalidade, Incapacidade e Saúde para Crianças e Jovens (CIF-CJ; OMS, 2007) e a sua utilização por parte de equipas pluridisciplinares de Intervenção Precoce na documentação dos processos de avaliação-intervenção de crianças e jovens com incapacidades.