FMUP recebe 500 estudantes de medicina de todo o mundo

O evento contará com vários oradores de renome nacional e internacional. (Foto: DR)

500 estudantes. 18 países representados. 16 oradores internacionais e nacionais. São estes os números que marcam a 13.ª edição do YES Meeting – congresso português na área biomédica organizado por estudantes e para estudantes. Para debater ciência e fomentar a troca de conhecimento, a iniciativa – que decorre na Faculdade de Medicina da Universidade do Porto (FMUP) de 13 a 16 setembro – contará com um vasto leque de especialistas em áreas tão diversas como a biotecnologia, a oncologia ou as neurociências.

Entre os nomes confirmados destaca-se a participação de Michel D. Ferrari, médico neurologista que, em 2009, venceu o prémio Spinoza – uma das maiores condecorações atribuídas a trabalhos científicos – pelo trabalho desenvolvido na área das enxaquecas. Joan Pere Barret, cirurgião responsável pelo primeiro transplante facial total do mundo, é outro dos oradores confirmados no evento. A World Health Organization (WHO) também estará representada nesta edição do YES Meeting através da participação de Dermot Maher, especialista internacional em doenças infeciosas.

O segundo dia do YES Meeting – 14 de setembro – contará com a presença de Manuel Heitor (Ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior), António Sousa Pereira (Reitor da Universidade do Porto), Miguel Guimarães (Bastonário da Ordem dos Médicos) e Maria Amélia Ferreira (diretora da FMUP e coordenadora das escolas médicas portuguesas). Durante esta intervenção – agendada para as 12h00 – os oradores abordarão a importância da investigação jovem durante a formação.

“Este ano o YES cresceu ainda mais e ultrapassamos os 500 participantes que chegam de 18 países diferentes e de todos os cantos do mundo. Apesar da dimensão aumentar, o mote é o mesmo de sempre: partilhar conhecimento. A investigação científica é um dos grandes pilares da nossa formação e acreditamos que este evento e os oradores que nele participam são uma mais valia para estimular essa dedicação.”, explica Mariana Gutierres, presidente do comité organizador da 13º edição. “Além dos participantes que vêm assistir às conferências científicas e participar nos workshops, também temos 178 colegas que vão apresentar os seus trabalhos de investigação e que, por isso, se habilitam a ganhar vários prémios pelos projetos que foram desenvolvendo ao longo da sua formação”, acrescenta.

Mais informações em yesmeeting.org.