FMUP desenvolve rastreio inédito de Aneurisma da Aorta Abdominal

FMUPUma equipa de investigação liderada por Ricardo Castro-Ferreira, professor da Faculdade de Medicina da Universidade do Porto (FMUP), foi distinguida com o 1.º prémio da Sociedade Portuguesa de Angiologia e Cirurgia Vascular, pelo desenvolvimento do primeiro rastreio sistemático de Aneurisma da Aorta Abdominal (AAA) realizado em Portugal.

A iniciativa conjunta da FMUP, do Centro Hospitalar de São João e da USF Valongo decorreu entre os meses de janeiro e março de 2016, na USF Valongo, e foi premiada no decorrer do XVI Congresso da Sociedade Portuguesa de Angiologia e Cirurgia Vascular.

“Neste projeto piloto foi convocada para a realização de ecodoppler abdominal a totalidade da população masculina com idade igual ou superior a 65 anos, tendo a taxa de participação sido superior a 80%”, explica Ricardo Castro-Ferreira, docente e investigador da FMUP.

equipa FMUP - Rastreio Aorta AbdominalOs resultados obtidos permitiram chegar à conclusão que 85% da população desconhecia este problema que é o mais frequente dos aneurismas arteriais, sendo uma causa de morte súbita que afeta mais de 700 mil pessoas na Europa.

A prevalência de AAA verificada no presente estudo foi de 2,1%, em consonância com valores encontrados na Suécia ou Reino Unido, que já apresentam um programa de rastreio populacional organizado.

Apesar da prevalência nacional ser sobreponível à encontrada em outros países ocidentais, o número de cirurgias de correção de AAA por harastreio aorta bitante em Portugal chega a ser cinco vezes inferiores a outros países, um facto que resulta do subdiagnóstico verificado no nosso país.

Com este trabalho “pretende-se levantar a questão da necessidade de implementar um rastreio sistemático de Aneurisma da Aorta Abdominal em Portugal”, finaliza o investigador principal.

Para além de Ricardo Castro-Ferreira, colaboraram neste projeto Pedro Mendes, Pedro Couto, Rosa Barreira, Fabiana Peixoto, Margarida Aguiar, Marina Neto, Dalila Rolim, José Pinto, Alberto Freitas, Paulo Gonçalves Dias, Sérgio Moreira Sampaio, Adelino Leite-Moreira, Armando Mansilha e José Fernando Teixeira.