Investigação da FMUP premiada pela Sociedade Portuguesa de Cardiologia

Liderada por Adelino Leite-Moreira, a UnIC foca o seu trabalho no desenvolvimento de novas abordagens de diagnóstico, monitorização e tratamento para as doenças cardiovasculares. (Foto: DR)

A Unidade de Investigação e Desenvolvimento Cardiovascular (UnIC), centro de investigação integrado na Faculdade de Medicina da Universidade do Porto (FMUP), conquistou três prémios, com um valor total de 20 mil euros, no congresso anual da Sociedade Portuguesa de Cardiologia (SPC).

O projeto “Cardiovascular effects of FGF-23 and phosphate in a metabolic animal model of heart failure with preserved fraction and chronic kidney disease”, desenvolvido pela equipa conduzida por Luís Mendonça, foi reconhecido como o melhor projeto de investigação na área de Cardiologia, recebendo a bolsa de estudo João Porto no valor de 10.000 euros.

Na área da cardiologia de intervenção e cirurgia cardíaca, a equipa de Marta Tavares Silva e Francisca A. Saraiva destacou-se com o trabalho “Cateterismo após revascularização do miocárdio com dupla artéria torácica interna: preditores independentes e viabilidade de enxertos a médio-prazo”, premiado com o Prémio Sanofi de Cardiologia, galardão destinado ao melhor trabalho de investigação na área clínica da respetiva especialidade, no valor de 7.500 euros.

Na área da cirurgia cardíaca, a equipa de investigação conduzida por Rui J. Cerqueira e Francisca A. Saraiva arrecadou o prestigiado prémio Manuel Machado Macedo com o trabalho “Complete versus incomplete revascularization: long-term survival after coronary artery bypass grafting”, no valor de 2.500 euros.

Distinção na área da estatística médica

O mês de maio trouxe ainda um quarto prémio para a UnIC, na área da estatística aplicada às decisões em saúde, atribuído na conferência “Statistics on health decision making: state of the art”, que decorreu a 10 de maio, na Universidade de Aveiro.  O trabalho intitulado “The role of gender in survival after bilateral internal mammary artery in coronary artery bypass grafting: a propensity score analysis”, desenvolvido pela equipa de Francisca A. Saraiva, recebeu o prémio Nascimento Leitão – Bayer, no valor de 500 euros, atribuído à melhor comunicação em poster.

Com 25 anos de existência, a UnIC, liderada por Adelino Leite-Moreira, tem como principal missão promover o conhecimento científico e a sua potencial aplicação na prática clínica, focada no desenvolvimento de novas abordagens de diagnóstico, monitorização e tratamento para as doenças cardiovasculares – primeira causa de morte em Portugal. Atualmente integra 135 investigadores, 53 dos quais doutorados.