FEUP promove “sessão de indecisos” de olhos postos na empregabilidade

Tens talento para Engenharia mas não sabes ainda em qual te encaixas melhor? Sabes que é Engenharia que queres seguir mais ainda tens muitas dúvidas sobre qual se aplica melhor ao teu perfil? A Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto (FEUP) promove no próximo dia 13 de julho uma “sessão de indecisos”, dedicada aos alunos do ensino secundário e encarregados de educação, numa altura particularmente decisiva para muitos jovens portugueses que se preparam para o ingresso ao ensino superior.

“Aproxima-se o ano letivo 2020-2021 e na FEUP gostamos de esclarecer os nossos futuros candidatos, apoiando as tomadas de decisão ponderadas e determinantes para um futuro de sucesso”, esclarece Sara Cristóvão, da Unidade de Comunicação e Imagem da FEUP.

Para facilitar e ajudar no processo de tomada de decisão, a “sessão de indecisos” dividiu as 11 engenharias por 4 sessões: os responsáveis de cada curso vão ter assim oportunidade de detalhar e desmistificar cada uma das áreas, fornecendo informações acerca das Engenharias na FEUP.

Esta “sessão de indecisos” enquadra-se na tendência que se tem vindo a assistir em Portugal nos últimos anos: um aumento de interesse nas áreas da engenharia, o que tem colocado alguns desafios interessantes aos responsáveis por esta área do conhecimento. A FEUP tem mantido excelentes índices de procura pelos estudantes do ensino secundário nos últimos anos, o que vem de encontro à decisão já anunciada pela tutela de aumento do número de vagas em 5% nos cursos com média de entrada superior a 17 valores (em 10 cursos, a FEUP terá 4 cursos elegíveis neste momento).

Esta dinâmica tem-se traduzido também no final do curso, com taxas de empregabilidade altas. Dados recentes do Gabinete de Empregabilidade da FEUP apontam para uma taxa de 93% em 2018, sendo que a taxa também subiu para 51% no término do curso. Os cursos com subidas mais significativas são: Engenharia Civil (95%), Engenharia Mecânica (97%) e Metalúrgica e Materiais (100%). Registaram-se também subidas interessantes nos cursos de Engenharia Química (90%), BioEngenharia (89%) e Engenharia Ambiente (82%), o que traduz o interesse do mercado de trabalho em todos os quadrantes da área de Engenharia.

A entrada na sessão é gratuita, mediante inscrição obrigatória.

Mais informações aqui.