FEUP conquista alunos do secundário com torres de esparguete

Concurso de Torres de Esparguete | FEUP

As torres de esparguete tinham de alcançar a altura mínima de 40 centímetros (Foto: DR)

Foi um dia cheio de montagens, colagens e muita imaginação. O resultado? Robustas e bonitas torres de esparguete. Assim decorreu o desafio “Pôr as mãos na massa” promovido pelo liderada pelo Departamento de Engenharia Civil da Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto (FEUP) em conjunto com a Associação Internacional de Estudantes de Engenharia Civil (IACES), uma iniciativa que, no passado dia 24 de julho, desafiou alunos do ensino secundário a construir uma estrutura edificada, com a altura mínima de 40 centímetros, recorrendo apenas a cola e 200 gramas esparguete.

Concurso de Torres de Esparguete | FEUP

Pedro Martins, João Rocha e Luís Cruz, da Escola Secundária de Pinheiro, venceram na categoria de robustez e resistência (Foto: DR)

Na vertente estética, foi a equipa de Ricardo Pedrosa, Inês Machado, Rui Leal e Beatriz Aires da Escola Secundária de Paredes quem levou o galardão para casa. Já no âmbito da robustez e resistência da estrutura, o primeiro lugar foi para Pedro Martins, João Rocha e Luís Cruz, da Escola Secundária de Pinheiro.

Ao longo do dia [ver vídeo] os participantes tiveram a oportunidade de pensar, construir e testar a estrutura que construíram permitindo, por um lado, colocarem em prática conhecimentos de engenharia civil, e por outro, perceberem a importância desta profissão para o bom funcionamento e subsistência dos países e das cidades, fundamentais para a garantia da qualidade de vida dos cidadãos.

torres_esparguete_feup_03

Ricardo Pedrosa, Inês Machado, Rui Leal e Beatriz Aires, da Escola Secundária de Paredes, venceram na Na vertente estética. (Foto: DR)

Bárbara Rangel, professora da FEUP responsável pela organização do concurso, acredita na importância deste tipo de iniciativas: “É nesta época que os alunos que estão na reta final do ensino secundário se colocam mil e uma questões do que irá ser o seu futuro. Têm de decidir um caminho, mas sem grande certeza do que está no final. Construir estará seguramente no imaginário de muitos deles”, enfatiza a professora da Faculdade de Engenharia.

A iniciativa provou o seu sucesso, conquistou os estudantes e promete, por isso, regressar no próximo ano com novos desafios, convidando os alunos a conhecer a engenharia civil não pelos livros nem pelas notícias mas PONDO AS MÃOS NA MASSA!

Esta e outras atividades estão disponíveis no recentemente remodelado site do DEC/FEUP.