FCUP liderou debate sobre astrofísica no Parlamento

As ciências do espaço estiveram no centro da conversa “O Universo em contrarelógio” realizado na Assembleia da República.

Faculdade de Ciências da Universidade do Porto (FCUP) esteve representada em força na sessão “O Universo em contrarrelógio”, realizada na Assembleia da República por ocasião do Dia Nacional do Cientista, assinado no passado dia 16 de maio. O evento foi organizado pelo Instituto de Astrofísica e Ciências do Espaço (IA), em colaboração com a Comissão de Educação e Ciência do Parlamento.

Na iniciativa, que contou com apresentações de cinco minutos sobre temas de investigação em astrofísica e ciências do espaço, de um total de oito investigadores do IA, estiveram presentes cinco investigadores do Porto, todos ligados à FCUP. Os docentes Catarina Lobo, Mário João Monteiro, Nuno Santos e também a docente convidada Margarida Cunha e a investigadora Lara Sousa, doutorada em Física pela FCUP,  falaram sobre a investigação feita em Portugal nestas áreas.
A sessão foi aberta por Alexandre Quintanilha, cientista e presidente da Comissão Parlamentar de Educação e Ciência, e encerrou com a resposta às muitas questões colocadas pelos deputados da Comissão de Educação e Ciência.

 

Sobre o IA

Instituto de Astrofísica e Ciências do Espaço é (IA) é uma estrutura de investigação criada em 2014, em resultado da fusão entre as duas unidades de investigação mais proeminentes no campo em Portugal: o Centro de Astrofísica da Universidade do Porto (CAUP) e o Centro de Astronomia e Astrofísica da Universidade de Lisboa (CAAUL). Atualmente, engloba mais de dois terços de todos os investigadores ativos em Ciências Espaciais em Portugal, e é responsável por uma fração ainda maior da produtividade nacional em revistas internacionais ISI na área de Ciências Espaciais.