FBAUP reativa espaços abandonados da Cooperativa dos Pedreiros

FBAUP_Technical UnconsciousNo ano em que se assinala o centenário da Cooperativa dos Operários Pedreiros do Porto, a Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto (FBAUP) desenvolve o projeto europeu “Technical Unconscious”, que decorre nos espaços da Cooperativa: e não é só para não deixar esquecer, é mesmo para investigar, explorar e resgatar a memória desta instituição que está inscrita no ADN da cidade.

Vai ser apresentado no próximo dia 23 de setembro, mas começou em 2013, este projeto no qual participam doze artistas, sendo que dez são de nacionalidade estrangeira e dois são coletivos de autores, o que significa que vão chamar a si toda comunidade académica da FBAUP. Mas não só. Até meados de novembro há uma agenda com performances, workshops, conversas e visitas guiadas… Pretextos não vão faltar para mergulhar, através da FBAUP, no património material e imaterial desta instituição fundada em 1914 por um grupo de operários especializados. Para além de terem participado na construção do Edifício da Estação de S. Bento, os operários trabalharam em inúmeros edifícios emblemáticos como é o caso da Câmara Municipal, os Bancos de parte da Avenida dos Aliados entre tantos outros edifícios da cidade.

Partindo de um trabalho de campo e da relação com o espaço e a sua história o “Technical Unconscious” recorre a uma performatividade e visualidade contemporâneas para explorar o que fica quando a tecnologia desaparece. Os trabalhos artísticos exploram técnicas, ferramentas e materiais “anacrónicos” encontrados nos espaços devolutos, trazendo-os à superfície, reativando-os. Interligam-se em oito nós: edifício/local, pós-industrialidade, material/maquinaria, ciência/conhecimento, high-tech, memória/arquivo, low-tech/manualidade e inconsciente.

As residências começaram em 2013 com o trabalho de campo na fábrica e na sede da Cooperativa e respetivo acesso aos arquivos e pequenas histórias em volta da produção na Cooperativa. Durante o verão e outono de 2014, outro grupo de artistas desenvolveu projetos “in-situ” individuais e em colaboração com a comunidade. Até meados de novembro o “Technical Unconscious” será amplificado por “artist talks”, performances, workshops e visitas guiadas. Por fim, apresenta-se uma exposição pública, com um percurso que nos fará percorrer seis zonas do complexo da Cooperativa dos Pedreiros, revelando os trabalhos artísticos e os espaços de trabalho técnico – da sala de desenho, às oficinas, ao auditório, ao hangar e ao museu existente.

As “artist talks” decorrem de 23 de setembro a 30 de outubro, os workshops de 1 a 30 de outubro, a performance acontece dia 18 e a inauguração da exposição será às quatro da tarde do dia 25 de outubro, na Cooperativa dos Pedreiros, Rua D. João IV, 1000/6, Porto. As visitas guiadas realizam-se a partir desta data. Este projeto de investigação multidisciplinar é dirigido por Gonçalo Leite Velho, tem curadoria de Inês Moreira e encontra-se inserido na Rede Europeia Soft Control, financiada pelo Programa Cultura.

Mais informações através do site http://softcontrol.fba.up.pt/, telefone 225 192 400, do e-mail: softcontrol@fba.up.pt e do Facebook.