U.Porto lidera projeto para melhorar ensino veterinário no Uzbequistão

A reunião de lançamento oficial do BUzNet decorreu em meados de março, na cidade uzbeque de Tashkent. (Foto: DR)

A Universidade do Porto foi selecionada para coordenar um novo projeto internacional financiado pela Comissão Europeia e destinado a promover a melhoria do ensino superior veterinário no Uzbequistão.

O projeto BUzNet (B-learning Uzbekistan Veterinary Network) envolve oito instituições de ensino superior (quarto europeias e quarto uzbeques) e seis entidades parceiras com o objetivo declarado de aumentar os padrões de ensino e aprendizagem em Medicina Veterinária e Engenharia Zootécnica naquele país da Ásia Central, de forma a providenciar melhor suporte técnico aos criadores de gado locais e garantir a chegada ao mercado de produtos animais mais seguros.

Os docentes das instituições de ensino superior uzbeques terão formação nas universidades europeias que fazem parte deste consórcio de forma a conhecerem novas práticas veterinárias e aprenderem novas metodologias de ensino prático, recorrendo a estratégias de blended learning (ou b-learning).

A inovação deste projeto coordenado pela Universidade do Porto reside precisamente na utilização de uma nova interface dedicada de b-learning, apelidada de BLUzVet, capaz de servir toda a comunidade de estudantes, docentes e veterinários envolvidos neste projeto.

No futuro, espera-se que este sistema possa ser estendido a outros países e regiões, replicando a rede formada dentro deste projeto que reúne membros com diferentes experiências e antecedentes no ensino de Ciências Veterinárias com o propósito de definir novos padrões na prática veterinária, na gestão de produção animal e no controlo de qualidade alimentar no Uzbequistão.

O projeto BUzNet teve a sua reunião de lançamento oficial nos dias 16 e 17 de março, na cidade uzbeque de Tashkent, numa sessão que contou com a presença do o Embaixador da Delegação da União Europeia no Uzbequistão e representantes do Ministério do Ensino Superior e Secundário daquele país, do Escritório Nacional Erasmus no Uzbequistão e instituições associadas dos setores público e privado.

Foi também durante este período que especialistas das universidades europeias envolvidas realizaram uma visita de campo às regiões uzbeques de Andijan, Tashkent, Nukus e Samarkand para recolher dados sobre as atuais práticas veterinárias e de controlo de qualidade em quintas agropecuárias, clínicas e unidades de produção e processamento de leite.

Com uma duração total de três anos, decorrendo até 2020, o projeto BUzNet integra-se no programa Erasmus+ (Ação 2 – Capacitação no Campo do Ensino Superior) e tem como membros a U.Porto, as universidades de Pádova e Pisa (Itália), a Estonian University of Life Sciences (Estónia) e a Tashkent State Agrarian University, o Andijan Agricultural Institute, o Samarkand Agricultural Institute e a Nukus Branch of Tashkent State Agrarian University (Uzbequistão). A estas instituições de ensino superior, juntam-se ainda como parceiros institucionais o Ministério da Agricultura e dos Recursos Hídricos e o Ministério do Ensino Superior e Secundário do Uzbequistão, o Departamento de Veterinária da Província de Samarkand e o Departamento Estadual de Veterinária da República de Karakalpakstan, a “Oqsuv” Farm (Uzbequistão) e a empresa portuguesa SVAEXPLEITE – Serviços de Apoio às Explorações Leiteiras, Lda.