FADEUP cria sistema para melhorar o desempenho dos surfistas

Projeto tem como objetivo avaliar o desempenho dos atletas e melhorar o seu rendimento.

Sistema tem como objetivo avaliar o desempenho dos atletas e melhorar o seu rendimento. (Foto: LABIOMEP)

Investigadores da Faculdade de Desporto da Universidade do Porto (FADEUP) desenvolveram um sistema inovador que possibilita a avaliação in loco do desempenho dos surfistas e, desta forma, a melhoria do seu rendimento.

Desenvolvido no Laboratório de Biomecânica da do Porto (LABIOMEP), sediado na FADEUP, o dispositivo consiste num sistema de aquisição de dados de navegação aquática que permite medir e avaliar comportamentos físicos e biomecânicos do atleta. Esta solução permite entender melhor o comportamento das correntes marítimas em relação à prancha de surf na formação das ondas gigantes, bem como perceber detalhes importantes que ajudam a melhorar o desempenho dos surfistas.

Em declarações à agência Lusa, um dos responsáveis pelo projeto, Márcio Borgonovo dos Santos, investigador do LABIOMEP, afirma que o principal objetivo consiste na recolha de medições que servem para “quantificar a força utilizada pelo atleta e otimizar o seu treino e desempenho”, o que pode tornar a sessão de surf “perfeitamente objetiva e quantificável”.

Este instrumento foi determinante para a criação da empresa “All in Surf”, da qual fazem parte outros parceiros como, a sociedade científica do Surf – “Surf Society”-, a FADEUP, outros centros de investigação da U.Porto, a Faculdade de Motricidade Humana da Universidade de Lisboa, a Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro, bem como alguns centros de alto rendimento do país, principalmente o de Viana do Castelo.

O projeto surgiu oficialmente em 2015, quando a estação televisiva alemão ZDF propôs aos investigadores da FADEUP a utilização do dispositivo num documentário, que apresenta a maior onda surfada na Nazaré pelo alemão Sebastian Steudtner no campeonato de ondas gigantes Billabong XXL Awards 2015.

O All in Surf foi apresentado recentemente durante o Pitch Day da 6ª da Escola de Startups do Parque de Ciência e Tecnologia da U.Porto (UPTEC), no qual recebeu uma menção honrosa. Foi igualmente distinguido no concurso de empreendedorismo “Aprendendo a Voar” e  com o Prémio do Público na edição 2015 do iUP25k, o Concurso de Ideias de Negócio da U.Porto.