Faculdades de Direito e Economia debatem a corrupção em Portugal

Tráfico de influências, lobbying, suborno, desvio de verbas no setor privado, paraísos fiscais, regimes de tributação privilegiada… Todos estes conceitos estão (cada vez mais) na ordem do dia e vão ser esgrimidos, a partir desta quarta-feira, dia 4 de dezembro, no ciclo de conferências sobre “Corrupção e Integridade: duas faces da moeda” promovido pelas faculdades de Economia (FEP) e de Direito (FDUP) da Universidade do Porto, em parceria com a Academia de Política Apartidária e Cátia Afonso (estudante da FEP e Kedge Business School).

A primeira conferência tem lugar na Faculdade de Direito às 21h00 desta quarta-feira e é subordinada ao tema “Corrupção, Fraude e Criminalidade: perspetiva microeconómica”. Para o debater, estará um panel de convidados onde se incluem Carlos Pimenta, do Observatório da Economia e Gestão da Fraude (OBEGEF), António Maia, do  Conselho de Prevenção da Corrupção (CPC), Glória Teixeira, do Centro de Investigação Jurídico-Económica (CIJE) e José Neves Cruz, investigador nas áreas de Crime Económico e Financeiro e do Empreendedorismo (FDUP). A moderação ficará a cargo de Paulo Teixeira de Morais, Transparência e Integridade, Associação Cívica (TIAC).

Nesta sessão inaugural, os oradores vão debater assuntos como o tráfico de influências, lobbying, suborno, desvio de verbas no setor privado, paraísos fiscais, regimes de tributação privilegiada, evasão fiscal e cartéis – distorções na concorrência, entre outros.

“A corrupção está mais do que nunca na ordem do dia, em Portugal e na Europa, pelo que o debate promovido por este ciclo de conferências pode trazer novas pistas para um dos temas que mais preocupa os portugueses”, salienta Cátia Afonso, estudante do Master in Management da FEP e uma das promotoras deste evento.

Este ciclo conta com um conjunto de duas conferências, estando a próxima agendada para o dia 20 de fevereiro na FEP, subordinada ao tema “O Estigma da Corrupção no Estado e na Sociedade”.

Sobre o ciclo de conferências

A génese deste ciclo de conferências radica na parceria entre um projeto académico denominado Pro-Act Elective, em realização por Cátia Afonso no âmbito da sua Dupla Titulação no Master in Management da Faculdade de Economia da Universidade do Porto e da Kedge Business School de Marselha (anterior Euromed Management Marseille), e a Academia de Política Apartidária (APA).

A APA, que funciona em pólos nas Faculdades de Economia, Direito, Engenharia e Letras da Universidade do Porto (UP), tem por missão fomentar o espírito crítico e a participação cívica dos estudantes da Universidade do Porto, bem como absorver a sua contribuição para o domínio político nacional e internacional. Os valores em que se sustenta a sua ação são o apartidarismo, a tolerância e o respeito, e ainda a responsabilidade social.