Faculdade de Medicina na vanguarda da Comunicação Clínica

FMUPA Faculdade de Medicina da Universidade do Porto (FMUP) acolhe esta quarta-feira, no dia 28 de setembro, a primeira reunião da recém-criada Sociedade Portuguesa de Comunicação Clínica em Cuidados de Saúde (SP3CS).

Catalisada por Rui Mota Cardoso, professor catedrático do Departamento de Neurociências Clínicas e Saúde Mental, investigador de referência e percursor do ensino pré e pós-graduado da Comunicação Clínica em Portugal, a SP3CS resulta de mais de dois anos de reuniões de vários especialistas portugueses nesta área e tem como objetivos principais promover o desenvolvimento das competências de comunicação nos cuidados de saúde, fomentar a investigação nesta área e dinamizar a cooperação e a partilha de conhecimentos entre os sócios e as entidades nacionais e internacionais.

As competências em comunicação clínica são essenciais num contexto de prestação de cuidados de saúde de qualidade. “Numa altura em que se valoriza a rentabilização dos Serviços de Saúde, importa perceber que uma boa comunicação entre profissionais e doentes poupa tempo, poupa recursos e melhora de forma efetiva o bem-estar dos pacientes”, explica Margarida Braga, professora da FMUP e membro fundadora desta Sociedade Científica.

Nesta primeira reunião, estão previstas a ratificação dos órgãos sociais da sociedade, a captação de novos sócios e a aprovação dos estatutos. No entanto, o ponto alto do encontro será a palestra sobre “Comunicação Clínica”, proferida por Rui Mota Cardoso.

Neste momento, a SP3CS conta com mais de uma centena de profissionais de saúde e investigadores, havendo já vários grupos de trabalho em curso. A sociedade está sedeada na FMUP e conta ainda com a participação de Irene Carvalho e Elizabete Loureiro, professoras desta Faculdade, para além do especial apoio de Maria Amélia Ferreira, Diretora da FMUP.

Recorde-se que a FMUP, através da Unidade de Psicologia Médica, se constitui como um polo centralizador, em Portugal, do conhecimento e investigação em Comunicação Clínica, tendo até editado um manual de Competências Clínicas em Comunicação, com o apoio e reconhecimento da Fundação Calouste Gulbenkian, sob a coordenação de Rui Mota Cardoso.