Faculdade de Engenharia integra Google “Indoor Maps”

GMaps-FEUP

Nova funcionalidade permite aceder a mapas interiores detalhados, com identificação de pontos de interesse.

É uma espécie de “Google Maps” de interiores e acaba de chegar a Portugal com a “ajuda” da Universidade do Porto. A Faculdade de Engenharia da U.Porto (FEUP) é um dos primeiros locais do país a aderir aos “Indoor Maps” da Google, uma funcionalidade que permite aos utilizadores visualizarem mapas interiores detalhados e pontos de referência no interior e a partir daí obter informação relevante e útil.

Nesta primeira fase, a Google contou com a colaboração e o envolvimento de diferentes parceiros locais que permitiram implementar esta funcionalidade a estações de transporte coletivo – metro e comboio – museus, universidades, centros comerciais, palácios, entre outros espaços nacionais.

A oportunidade de trabalhar em estreita colaboração com a Google foi encarada na FEUP como algo muito “interessante para a população que utiliza diariamente o campus”. Exemplo disso é a “possibilidade de disponibilização de informação das plantas de chão nos terminais móveis, que podem ser úteis para obter informações de direções, em complementaridade com a sinalética”, explica Diamantino Freitas, professor do Departamento de Engenharia Eletrotécnica e Computadores da Faculdade de Engenharia.

“Além disso, o potencial de utilização por pessoas com deficiência torna-se um complemento à política institucional sobre os recursos de acessibilidade, tendo sido introduzidos planos específicos em consideração à mobilidade reduzida de algumas pessoas”. A FEUP acredita no caráter benéfico e prático da utilização deste recurso e está empenhada em colaborar neste tipo de projetos, “que são muito trabalhosos e de aperfeiçoamento contínuo para que o rigor das plantas esteja sempre acautelado e contribua para uma boa experiência por parte dos utilizadores”, aponta o investigador.

De referir que sempre que disponíveis, os mapas interiores são automaticamente apresentados no telemóvel quando um utilizador faz a ampliação de um local no Google Maps. Além da navegação, eles permitem a identificação de pontos de interesse específicos que, no caso da FEUP, podem passar pela identificação do número de cada sala em cada edifício da faculdade. Sempre que um edifício tiver mais de um piso, o utilizador pode selecionar o andar bastando clicar no número do piso a que pretende aceder.

A FEUP é um dos 49 espaços incluídos no lançamento do Indoor Maps em Portugal. Entre eles contam-se ainda as estações de comboio de Campanhã e São Bento, o Estádio do Dragão, 17 estações do metro do Porto, o Palácio da Bolsa, também na Invicta.

Atualmente estão disponíveis mais de 3 mil milhões de metros quadrados de plantas em todo o mundo. Acessível através de qualquer telemóvel (Android e iOS), o Indoor Maps está neste momento disponível em mais de 20 países, incluindo Estados Unidos, Japão, Canadá, Brasil, Reino Unido, Austrália e agora em Portugal.