Facestore é a Startup do Ano da Universidade do Porto

Ricardo Barbosa, Raquel Nunes, Renato Pratas e Luciano Junior subiram a palco para receber o prémio Startup do Ano.

Criar lojas online no Facebook, garantindo que as compras são realizadas sem que o utilizador abandone a interface na rede social. Esta é a proposta da Facestore, uma startup sediada no UPTEC – Parque de Ciência e Tecnologia da U.Porto e a grande vencedora do prémio Startup do Ano da Universidade do Porto, entregue no passado dia 15 de julho, durante a segunda edição do Startup FEST.

Fundada em 2013 por Paulo Solinho Barbosa, Renato Pratas e Bruna Nunes, a Facestore é pioneira no mercado, distinguindo-se pelo seu caráter inovador e elevado potencial de crescimento. No total, já instalou 30 mil lojas através da sua plataforma e, só em 2016, ajudou a gerar 20 milhões de euros em transações. De um modo geral, os utilizadores conseguem fazer a compra, processar o pagamento sem terem de abrir novas páginas. Apesar de o conceito ter iniciado no Facebook, já é possível instalar noutras redes sociais.

“Esta vitória foi inesperada, mas merecida! Funciona como tónico para continuar a inovar e a percorrer um caminho que coloca uma tecnologia portuguesa como uma referência mundial na indústria do e-commerce. O facto de esta distinção nos ser atribuída pela U.Porto é a melhor prova de que estamos a fazer alguma coisa bem!”, realça Paulo Solinho Barbosa, fundador e CEO da Facestore.

Filomena Cautela fez a festa na Baixa do Porto.

Organizado pelo Clube de Empreendedorismo da Universidade do Porto (CEdUP), com o apoio da Fundação Amadeu Dias e do Santander Universidades, o evento encheu a Baixa do Porto de festa, espírito empreededor e algumas das startups que fazem parte da Universidade do Porto. Maria Manuela Marques, da Ibersol, Ângelo Ramanho da EFACEC, Rafael Rocha da ANJE e Ricardo Valente, da Câmara Municipal do Porto foram alguns dos convidados de Filomena Cautela, no palco Startup Show.  Durante o dia, a festa fez-se com as cerca de 5000 pessoas que passaram pelo evento, onde não faltaram workshops, showcooking, desgustação de produtos e performances artísticas.

“O Startup Fest, mais uma vez, superou todas as expectativas numa tarde de grande festa em comunhão com a cidade. Estiveram presentes os projetos mais inovadores e audazes, não só a apresentar, mas também a testar, com o público, os seus produtos e serviços, nas áreas da tecnologia, gastronomia e artísticas. Esta edição foi especialmente marcada pela novidade da revelação da Startup do Ano, no final de um Show, que contou com os empresários, investigadores, investidores e inovadores mais marcantes do nosso ecossistema, que a cada ano que passa se torna cada vez mais consistente”, comenta Bernardo Pequito, Presidente do CEdUP.