Estudantes do ICBAS levam saúde ao interior do país

Os rastreios visam a prevenção da obesidade, da hipertensão arterial e da diabetes. (Fotos: Câmara Municipal de Mesão Frio)

São 78 estudantes de Medicina do Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar (ICBAS) e, durante três dias (20 a 22 de abril), vão percorrer 12 municípios no Norte e Centro do país com a missão de promover rastreios gratuitos e outras ações de promoção da saúde junto das populações. A iniciativa insere-se em mais uma edição – a 14.ª – do projeto “MedOnTour – Medicina na Periferia“, promovido pela Associação de Estudantes do Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar (AEICBAS).

Medir a tensão arterial e a glicemia ou calcular o índice de massa corporal são algumas das tarefas que os futuros médicos vão desenvolver como forma de prevenir a hipertensão arterial, a diabetes e a obesidade. Além dos rastreios, os estudantes vão ainda lecionar aulas de educação sexual em escolas dos municípios selecionados.

A “Medicina na Periferia” também vai levar o Hospital dos Pequeninos às localidades contempladas. Neste “hospital”, os estudantes farão consultas médicas aos bonecos e peluches de crianças com idades entre os três e os seis anos, de forma a mostrar que não há que ter medo de ir ao médico ou de tomar uma vacina, por exemplo.

A digressão vai passar nos municípios de Arcos de Valdevez, Cinfães, Freixo de Espada à Cinta, Vila Boa de Quires e Maureles, Lousada, Mesão Frio, Mondim de Basto, Ribeira de Pena, Vila Nova de Cerveira, Vimioso, Vinhais, Alijó, Murça e Mogadouro.