Estudantes de Medicina “espalham saúde” pela cidade do Porto

A hipertensão é o principal fator de risco para o AVC, afetando 42% da população portuguesa.

Iniciativa visa sensibilizar para a Hipertensão Arterial e a Diabetes, duas doenças com impacto crescente na Saúde Pública em Portugal.

No passado dia 15, estiveram na Corrida do Dia do Pai…. Na próxima semana, vão rodar pela cidade… Empenhada em melhorar a saúde da população, a Associação de Estudantes da Faculdade de Medicina da Universidade do Porto (AEFMUP) promove, entre os dias 23 e 26 de março, a “Semana da Saúde e do Bem-Estar”.

Mais de 70 estudantes de Medicina, devidamente treinados, vão estar a realizar rastreios cardiovasculares (medição da tensão arterial e pesquisa da glicemia capilar) à população interessada. Os rastreios arrancam em frente ao Hospital de São João (dias 23 e 24 de março), seguindo para a Praça dos Leões (25 e 26 de março) e terminando no Bairro do Carriçal (27 de março).

O objetivo é “sensibilizar para a Hipertensão Arterial e a Diabetes, duas doenças com um impacto crescente na Saúde Pública Portuguesa”, explica Diana Rodrigues, presidente da AEFMUP. “Queremos também promover o contacto dos futuros médicos com diferentes faixas etárias, para que mais tarde sejam médicos conscientes das diferentes necessidades faz famílias portuguesas”, acrescenta a estudante de Medicina.

Os rastreios são gratuitos. Decorrem das 10h00 às 13h00 e das 14h00 às 16h00, entre segunda e quinta. Na sexta, começam às 13h30 e terminam às 17h30.