Estudantes da UC Berkeley desvendam os segredos da liderança na U.Porto

Os estudantes norte-americanos passaram uma semana em contacto com projetos de inovação e empreendedorismo da U.Porto. (Foto: DR)

São cerca de 70 dos estudantes mais empreendedores da prestigiada University of California, Berkeley (UC Berkeley) e da James Madison University (EUA) e, de 8 a 12 de julho, estiveram na cidade do Porto para conhecer os projetos de inovação e empreendedorismo que estão a ser desenvolvidos na Universidade Porto.

Organizada pela U.Porto Inovação, esta segunda edição da “Leardership Week” arrancou a 8 de julho, com direito a uma sessão de boas-vindas na Reitoria. Seguiram-se quatro dias preenchidos com visitas, workshops e aulas ligadas ao empreendedorismo e liderança, passados maioritariamente na Faculdade de Ciências da U.Porto (FCUP), mas também na Faculdade de Engenharia (FEUP), na UPTEC e na Porto Business School.

“Esta é a segunda edição da “Leardership Week” na U.Porto e ocorre depois de uma primeira edição em que tivemos uma comitiva de Berkeley com mais de 80 estudantes, acompanhados de mentores e membros de equipas de investigação e docente. E é um projeto que temos todo o interesse em repetir, porque funciona como reconhecimento para a Universidade”, aponta Hélder Vasconcelos, Vice-Reitor para as relações com empresas, inovação e empreendedorismo da U.Porto.

A escolha da U.Porto para receber novamente a “Leardership Week” da UC Berkeley teve em conta o sucesso da primeira edição, mas também os interesses comuns de ambas as instituições na inovação e no empreendedorismo. “Berkeley é claramente uma universidade de top em termos mundiais e o facto de eles quererem interagir connosco, conhecerem o nosso sistema empreendedor, a simbiose que existe entre a universidade e a cidade, e a forma como isso proporciona o aparecimento de empresas inovadoras e um ambiente mais propício à translação de conhecimento para a sociedade em geral, e para as empresas em particular, é para nós um motivo de grande orgulho”, destaca Hélder Vasconcelos.

Satisfeitos com a experiência mostraram-se também os estudantes que, ao longo da semana, tiveram a oportunidade de desenvolver a sua formação seguindo a metodologia Berkeley Method of Entrepreneurship,tendo como “inspiração” o ecossistema inovador da U.Porto. E entre elogios à cidade (“O Porto é um local muito bonito!”) e à Universidade (“é muito bom poder aprender com professores e investigadores aqui do Porto”), a conclusão era unânime: “É muito melhor do que as summer schools na América. Aprendemos muito e a cidade é fantástica!”.

A iniciativa arrancou com uma sessão de boas-vindas no edifício da Reitoria. (Foto: U.Porto Inovação)

Depois de uma semana na Invicta, a comitiva norte-americana prossegue a sua jornada na European Innovation Academy (EIA), que decorre entre os dias 14 de julho e 2 de agosto em Cascais. Neste evento, que desafia mais de 400 estudantes de 75 países a desenvolver uma ideia de negócio ligada à tecnologia, participará também um grupo de 25 estudantes da Universidade do Porto, distinguidos com bolsas atribuídas pela U.Porto Inovação e Santander Universidades.