Estudantes da U.Porto propõem soluções para um Porto mais europeu

texto

Propostas elaboradas pelos estudantes têm em vista o reforço do posicionamento da Invicta no contexto europeu. (Foto: Arquivo)

Durante várias semanas, dezenas de estudantes da Universidade do Porto estiveram ocupados a desenhar soluções para alguns dos problemas da cidade em áreas tão diversas como a animação noturna, a captação de investimento externo ou o desenvolvimento social e económico. Na próxima sexta-feira, 10 de abril, a partir das 18h00, é o resultado desse trabalho que será conhecido na Sala de Sessões da Câmara Municipal do Porto, palco escolhido para a final da competição de casos de estudo “A cidade do Porto no Contexto Europeu” promovida pela Academia Política Apartidária (APA), organismo dinamizado por estudantes da U.Porto, com o apoio da CMP, do Parlamento Europeu e do Europe Direct Porto.

No âmbito do concurso, as equipas participantes (compostas por três ou quatro estudantes inscritos nos cursos de 1º ou 2º ciclo da U.Porto) foram então desafiadas a desenvolver soluções para um conjunto de problemas reais apresentados pela CMP em quatro grandes áreas temáticas: Empreendedorismo Social; “Movida” no Porto – Animação sem prejuízoPropostas para o desenvolvimento económico e social da freguesia de Campanhã;Que sectores priorizar em termos da atração de investimento para a cidade do Porto? Os casos de estudo foram alvo de uma primeira avaliação por um conjunto de docentes da U.Porto, a quem coube selecionar o grupo de quatro finalistas (um por cada tema).

Na final, as resoluções dos casos serão agora avaliadas por Manuel Pizarro, vereador da Habitação e Ação Social da Câmara Municipal do Porto, Ana Tavares Lehmann, Vice-Presidente da CCDR-Norte e professora da Faculdade de Economia da U.Porto, Renata Blanc, docente da FEP, Pedro Teixeira, Vice-Reitor da U.Porto com o pelouro da Formação e organização académica, ou Fernando Paulo, Diretor da Presidência da CMP. A sessão contará ainda com a participação do Presidente da Câmara Municipal do Porto, Rui Moreira.

Os autores do caso vencedor serão premiados com uma viagem ao Parlamento Europeu em Bruxelas.

Sobre a APA

A Academia de Política Apartidária é uma organização sem fins lucrativos, criada e constituída por estudantes da Universidade do Porto (sediada na Faculdade de Economia), que tem como objetivo a criação de uma “escola política” à margem de qualquer instituição político-partidária.