Estudantes da FEUP vencem competição mundial de previsão

newsletter_28_10_2015

Duas das equipas da FEUP conseguiram bater as melhores previsões da PJM, o operador da rede de transporte do leste dos EUA . (Foto: DR)

Três equipas da Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto Porto (FEUP), compostas por estudantes finalistas do Mestrado Integrado em Engenharia Eletrotécnica e Computadores (ramo Energia), conquistaram o 1.º, 2.º e 5.º lugares na “Fall 2015 In-class Short Term Load Forecasting Competition”, um concurso internacional de previsão de consumos de energia elétrica promovido pela Universidade de Charlotte (EUA).

Esta competição, realizada no âmbito do curso “Energy Analytics”, destinava-se à participação de qualquer entidade mundial, universidades, empresas ou investigadores com interesse em técnicas matemáticas e em modelos computacionais de previsão. Aos participantes foi pedido que conseguissem prever, para cada hora do dia seguinte, os consumos da região da Virgínia (EUA), durante cinco dias. O desafio seria atingir erros próximos dos conseguidos pelas previsões da PJM, o operador da rede de transporte do leste dos EUA que opera um dos maiores e mais competitivos mercados grossistas de eletricidade do mundo.

Além de garantirem o 1.º e o 2.º lugares, duas das equipas da FEUP conseguiram bater as melhores previsões da PJM, tendo sido os únicos participantes a arriscar fazê-lo.

A participação dos estudantes da FEUP foi uma iniciativa extra-curricular que decorreu no âmbito da Unidade Curricular de TPRE – Técnicas de Previsão. Claúdio Monteiro, professor na FEUP e responsável por esta participação dos estudantes no concurso, acredita que estes bons resultados demonstram a “qualidade do trabalho realizado nas nossas universidades”.

“O desempenho ultrapassou mesmo o melhor que a indústria do setor consegue neste momento, o que é impressionante tendo em conta que são ainda estudantes a terminar a licenciatura”, reforça o professor, enfatizando ainda que a participação das universidades neste concurso costuma ser de elevada qualidade.

Para Cláudio Monteiro, “estes resultados criam um sentimento de confiança muito valioso para os desafios destes futuros engenheiros”, desafiando empresas portuguesas como a REN e EDP a lançar concursos semelhantes a este, garantindo que “ficariam seguramente surpreendidos com os resultados”.

 

 

  • Alzira Serra

    Parabéns Universidades portuguesas! Elas são feitas de cabecinhas como estas que depois são “enviados” a dar cartas noutros países quando deviam ser acarinhados por cá, a começar na própria FEUP.

  • Alexandre Lima

    Os meus sinceros Parabéns. No entanto não acredito que a REN faça isso, pois iriam perceber que estamos a construir novas barragens para justificar as Eólicas e “Prever” que vamos ter uma bela conta a pagar no futuro!