Estudantes da FEUP procuram lugar em missão da ESA

Equipa FEUP, balões estratosféricos

Os cinco estudantes do MIEEC da FEUP estão na Holanda para participar num workshop promovido pela ESA. (Foto: DR)

Bruno Correia, Delfim Valverde, Américo Duarte, Nuno Moreira e David Leite, todos eles estudantes do Mestrado Integrado em Engenharia Eletrotécnica e Computadores da Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto (FEUP ), estão em Amesterdão para lutar por um lugar no grupo de estudantes que, em outubro de 2016, vai integrar o projeto de lançamento de um balão estratosférico em Kiruna (Suécia). A missão insere-se no âmbito do programa BEXUS (Balloon EXperiments for University Students), uma iniciativa conjunta da Agência Espacial Europeia (ESA), do DLR (German Aerospace Center) e do SNSB (Swedish National Space Board).

Para garantir o passaporte até à Suécia, os estudantes da U.Porto vão ter de mostrar o que valem durante o workshop que a ESA promove até 3 de dezembro, na Holanda. Para além da equipa portuguesa, estarão presentes mais oito equipas europeias compostas por estudantes universitários que desenvolvem experiências com balões estratosféricos.

Supervisionada por Sérgio Reis Cunha, professor da FEUP, a participação portuguesa tem como baseo   conhecimento e experiência que foram adquirindo no projeto BEE (Balões Estratosféricos na Escola), que surgiu na sequência do projeto STRAPLEX (STRAtospheric Platform Experiment), iniciado pela FEUP e pelo Education Office da ESA, em 2005. Foi a partir deste projeto que surgiu a ideia de os estudantes do MIEEC desenvolverem esta experiência que denominaram “SIGNON” e, a partir daí, candidatarem-se ao programa BEXUS. Foram selecionados e estão agora a lutar por um lugar na etapa que se segue.

A proposta da experiência “SIGNON” baseia-se na construção de cápsulas com equipamento eletrónico e experiências que são lançadas em balões cheios de hélio que são posteriormente recuperadas para processamento de dados recolhidos. Este projeto da FEUP tem contado com a colaboração de escolas secundárias que durante este ano letivo abraçaram este desafio, contribuindo assim para uma multidisciplinaridade que só reforça a qualidade do projeto.

A participação dos estudantes da FEUP pode ser acompanhada na página de Facebook que eles mesmos desenharam para relatar esta experiência de uma semana na Holanda,