Estudante da FEUP lança mensagem de esperança em forma de livro

Estreia de Pedro Queirós/Raul Minh'alma no romance "surge pelo gosto da escrita, mas também pela necessidade de dar um passo em frente no mundo da escrita".

Estamos em plena década de 1980. A história desenrola-se em torno de Santiago, uma criança pobre, vítima de maus tratos e desprezo familiar que, apesar da vida de sofrimento que leva, arranja sempre uma forma de ver a vida com um sorriso e de enviar aos outros uma mensagem de força e esperança. É sob estas premissas que se estabelece o argumento de “Os Mistérios de Santiago”, título do mais recente livro saído da pena de Pedro Miguel Queirós, estudante de Engenharia Mecânica na Faculdade de Engenharia da U.Porto (FEUP).

Editado pela Chiado Editora, o livro aborda um conjunto de temáticas “difíceis” que vão,”desde a violência doméstica, a vida na rua, o alcoolismo, vida nos orfanatos, trafico de crianças e o êxodo rural”. Mas o verdadeiro segredo da obra  esconde-se no diário onde Santiago escreve, enquanto dorme, poemas em forma de enigma que depois de os decifrar o ajudam a desvendar alguns mistérios da sua vida. “Este dom, ou fenómeno de sonambulismo, funciona como uma metáfora para passar a mensagem principal desta obra que é a de o segredo estar em nós. Ou seja, o segredo para conseguirmos aquilo que queremos e para superar muitos sofrimentos está essencialmente dentro de nós, só bastando acreditar em nós mesmos e procurar essa força no nosso interior, algo que nos tornará mais fortes”, explica Pedro Queirós.

Capa d' Os Mistérios de Santiago.

A obra começou a ser pensada em 2011, pouco depois do lançamento do livro de poesia “Desculpe Mãe”,  que assinalou a estreia literária de Raul Minh’alma, pseudónimo do jovem escritor de 21 anos.  “Surge pelo gosto da escrita obviamente, mas também pela necessidade de dar um passo em frente no mundo da escrita e pelo desafio que representava escrever um romance, que é uma aventura bem mais arriscada e trabalhosa que escrever poesia.”, descreve o jovem escritor.

E como coabitam a literatura e a engenharia? “Na verdade a minha paixão é a arte, a música, o teatro e a escrita essencialmente. Estudo engenharia mecânica, também por gosto, mas essencialmente porque me dá outras garantias. Esta obra foi praticamente toda escrita durante a noite, visto que os dias eram ocupados pelas aulas, e foi escrito ao longo de cinco meses durante o último ano letivo”.

A sessão de lançamento d’ “Os Mistérios de Santiago” decorreu no passado sábado, 15 de fevereiro, no Auditório Municipal do Marco de Canaveses, terra natal de Pedro Queirós. O evento teve um carácter solidário já que,  por cada livro vendido no dia, 3 euros reverteram a favor de uma instituição de solidariedade marcoense, a CERCIMARCO.

  • Sara Joana Moreira

    Orgulho de uma conterrânea.

    • Pedro Miguel Queirós

      Fico muito feliz em saber. Obrigado Sara. Beijinhos

  • Sara Silva

    Partilho porque gostei do resumo da história ! E desejo-lhe muito sucesso. Partilhado no facebook 🙂

    • Pedro Miguel Queirós

      Muito obrigado Sara! 🙂

  • Tony Madureira

    Eu estive lá. Tenho o livro para ler.
    Parabéns para este jovem marcoense.

    • Pedro Miguel Queirós

      Esteve sim e com muita honra minha! Obrigado Tony!