Estudantes da FAUP distinguidos no Archiprix Portugal 2016

David Monteiro concluiu o Mestrado Integrado em Arquitectura em 2014/2015 na FAUP. (Foto: DR)

David Monteiro, estudante da Faculdade de Arquitectura da Universidade do Porto (FAUP), venceu a edição de 2016 do Prémio Archiprix Portugal, galardão que distingue anualmente os melhores trabalhos de fim de curso de mestrado apresentados em Portugal nas áreas de Arquitetura, Urbanismo e Arquitetura Paisagista.

Com o título ‘Da génese do lugar ao projecto’, o trabalho de David Monteiro, que concluiu o Mestrado Integrado em Arquitectura em 2014/2015 na FAUP, pretendeu “aprofundar o processo de desenho associado à realização de um exercício de projeto para uma biblioteca, em Pispala, Tampere, Finlândia”. O projeto, iniciado durante o período de oito meses de intercâmbio na Finlândia ao abrigo do programa Erasmus+ e orientado pelo arquiteto e professor Helder Casal Ribeiro, “reflete sobre a condição do lugar e a condição do edifício e encontra como tema central do seu desenvolvimento, a adaptação programática associada à evolvente, respondendo assim ao enunciado proposto e questionando a condição do edifício como ponto de referência numa estrutura urbana e expondo a sua condição de ícone”.

No âmbito do Archiprix Portugal 2016, foi de igual modo entregue uma Menção Honrosa, entre as seis atribuídas, ao trabalho ‘Um projecto para um caminho’ da autoria de Mariana Barreira, com o Mestrado Integrado em Arquitectura concluído em 2014/2015 na FAUP, orientado pelo arquitecto e professor Marco Ginoulhiac.

'Da génese do lugar ao projecto' é o título da tese distinguida com o Archiprix Portugal 2016 que teve como orientador Helder Casal Ribeiro © DR

‘Da génese do lugar ao projecto’ é o título da tese distinguida com o Archiprix Portugal 2016 que teve como orientador Helder Casal Ribeiro © DR

Entre os 26 trabalhos finalistas, provenientes de diferentes instituições de ensino portuguesas, contava-se ainda o projecto “Arquitectura & Cerâmica”  do estudante da FAUP Ricardo Amaral, orientado por Graça Correia.

O vencedor do Archiprix Portugal 2016 foi anunciado a 14 de maio de 2016 na sede da Trienal de Arquitectura de Lisboa. Na mesma altura, foi inaugurada a exposição dos projetos finalistas.

O Júri para esta edição foi constituído por Inês Moreira, Joana Barrelas, Luís Guedes de Carvalho, Pedro Reis e Sidónio Pardal.

Sobre o Prémio Archiprix Portugal

O Prémio Archiprix Portugal foi instituído em 2012 pela Fundação Archiprix (Roterdão) e Fundação Serra Henriques (Lisboa) envolvendo de forma plural e independente a Ordem dos Arquitectos e o corpo docente das Instituições de Ensino de Arquitetura, Urbanismo e Arquitetura Paisagista portuguesas.

Archiprix Portugal enquadra-se na Rede Internacional Archiprix, constituída pelas iniciativas congéneres Archiprix Holanda, Archiprix Chile, Europa Central (Bósnia Herzegovina, Áustria, Hungria, Croácia), Turquia, Itália e Rússia. Faz também parte da rede Archiprix o prémio de abrangência global – Archiprix Internacional.

Mais informações em www.archiprix.pt