Esta é semana de eleições para o Conselho Geral da U.Porto

O primeiro de dois debates que reuniu no Salão Nobre da Reitoria as seis listas candidatas a representantes dos docentes e investigadores no Conselho Geral.

É já no dia 1 de junho, quinta-feira, que se realizam as eleições para os 12 representantes dos docentes e investigadores e o representante dos não docentes e não investigadores que irão fazer parte do Conselho Geral da Universidade do Porto durante o próximo mandato de quatro anos.

As urnas estarão abertas das 10 às 20 horas, com mesas de voto em todas as unidades orgânicas da U.Porto, disponíveis para todos os docentes e investigadores e pessoal não docentes e não investigador, de acordo com o seu registo nos cadernos eleitorais. De notar que o voto é uninominal, pelo que os eleitores deverão votar num único membro efetivo de uma única lista, colocando um X à frente do seu nome, sendo que os boletins de voto que não respeitem esta norma ou que tenham desenhos, rasuras, palavras escritas ou outras indicações são considerados nulos.

Estas são as eleições mais concorridas de sempre para o Conselho Geral, uma vez que um total de nove listas se candidataram a este ato eleitoral: seis listas para a eleição dos 12 representantes de docentes e investigadores e três listas para a eleição do único representante de não docentes e investigadores.

Ao longo de todo o último mês, as nove listas deram a conhecer os seus manifestos eleitorais em múltiplas iniciativas, incluindo a gravação de vídeos de apresentação e a participação em dois debates moderados pelos jornalistas Manuel Carvalho (Público) e João Fernando Ramos (RTP), que podem ser consultados na página deste Portal de Notícias dedicada às eleições.

Recorde-se que o Conselho Geral é um dos principais órgãos de governo da Universidade, tendo entre as suas competências a eleição do Reitor e, sob proposta deste, aprovar as linhas gerais de orientação da instituição no plano científico, pedagógico, financeiro e patrimonial.

Na Universidade do Porto, o Conselho Geral é constituído por 23 membros assim distribuídos: 12 representantes dos docentes e investigadores, quatro representantes dos estudantes e um representante dos não docentes e não investigadores, aos quais se juntam seis personalidades externas à Universidade, cooptadas pelos membros eleitos.

Os representantes dos estudantes são eleitos em períodos bienais, tendo o seu último ato eleitoral ocorrido em 2016. Já os membros externos, serão definidos apenas após o ato eleitoral de 1 de junho, quando os novos membros eleitos do Conselho Geral se reunirem pela primeira vez para definir a lista de personalidades a cooptar.