Especialistas debatem o futuro das próteses do ombro na FMUP

Nesta edição, destacam-se as intervenções de Jorn Steinbeck e J. Agneskirchner, ortopedistas convidados de renome internacional

A Faculdade de Medicina da Universidade do Porto (FMUP) será o palco da próxima edição das Jornadas do Ombro e Cotovelo. A iniciativa – que decorrerá nos dias 4 e 5 de maio no auditório do Centro de Investigação Médica da FMUP – contará com intervenções de vários especialistas nacionais e internacionais, das mais diversas áreas da medicina e ciências da vida.

“No que diz respeito às artroplastias do ombro, tem existido uma evolução bastante positiva relativamente às técnicas e implantes disponíveis. Hoje somos capazes de oferecer novas e melhores soluções que permitem retirar a dor e melhorar a qualidade de vida dos pacientes com procedimentos mini-invasivos”, explica Manuel Gutierres, professor da FMUP, especialista de ortopedia e membro da comissão organizadora.

“A atualização e a partilha de experiências na área das artroplastias é um dos enfoques do evento. A ciência médica está em constante evolução sendo fundamental que todos os estudantes e profissionais de saúde estejam informados sobre as novas práticas e estratégias na abordagem da patologia degenerativa destas articulações”, acrescenta o docente.

Nesta edição, destacam-se as intervenções de Jorn Steinbeck e J. Agneskirchner, ortopedistas convidados de renome internacional, com uma extensa experiência no tratamento das patologias do ombro e, especificamente com recurso a artroplastias. Durante as intervenções, os oradores – que acumulam uma forte vertente de investigação e vários trabalhos publicados em revistas científicas – abordarão soluções diversas para os casos mais difíceis e em que a perda óssea seja mais acentuada. A personalização das próteses será outra das questões abordadas durante as sessões – tema que ficará a cargo de Rui Claro, coordenador da seção do Ombro e Cotovelo da Sociedade Portuguesa de Ortopedia e Traumatologia .

A sessão de abertura está agendada para as 16h30 do dia 4 de maio e contará com intervenções de Sebastião Feyo de Azevedo, Reitor da Universidade do Porto, Miguel Guimarães, Bastonário da Ordem dos Médicos e Maria Amélia Ferreira, Diretora da FMUP.