Esculturas de Dinis Ribeiro em exposição na FLUP

Pormenor de uma escultura de Dinis Ribeiro. (Foto: DR)

A Faculdade de Letras da Universidade do Porto (FLUP) vai inaugurar, no próximo dia 17 de maio, a exposição “Religare”, da autoria do escultor Dinis Ribeiro e com curadoria de Delfim Sousa.

Integrada nas comemorações do Centenário da FLUP, “Religare” é uma exposição de arte Pública composta por seis núcleos que estarão dispersos por vários espaços da faculdade. Nas palavras de Delfim Sousa, estes pretendem constituir-se como “elementos estruturais das unidades de conhecimento da história da instituição”.

O maestro António Victorino d’Almeida será um dos protagonistas da inauguração da exposição. (Foto: DR)

Ainda segundo o curador, “Religare” resulta de uma “expressão escultórica que assume a conceptualização da condição humana como epicentro do impulso criativo”, e a partir da qual DInis Ribeiro inaugura uma “atitude radical, propositadamente revolucionária (?), de ampliar a Arte que modelou até hoje, fazendo deste tempo novo expressão segura de uma poesia escultórica que anseia traduzir o imanente absoluto do Ser: uma procura na escuta do inaudível, um encontro no lugar da utopia”. Daí resultam “possibilidades eventuais de alcançar em silêncios e imagens/formas de contemplação”.

A sessão de inauguração da exposição terá início pelas 17h00, na Biblioteca da FLUP, e contará com a participação do maestro António Victorino d’Almeida e da soprano Ana Maria Pinto.

Mais informações aqui.

Sobre Dinis Ribeiro

Natural de Rendufe, Guimarães, Dinis Ribeiro (1972) tem formação na área da cantaria e da talha, tendo desenvolvido, nos últimos anos, uma profícua atividade artística na área da escultura. Com arte pública espalhada em várias regiões de Portugal, Espanha e França, está representado no acervo da Casa-Museu Teixeira Lopes.