Ensino Superior é responsável por 40% do investimento em Inovação

Investigação FEUPO sistema de Ensino Superior nacional executa 40% do investimento em Investigação e Desenvolvimento (I&D) da economia portuguesa. Esta é uma de muitas conclusões retiradas do estudo “A Transferência de I&D, a Inovação e o Empreendedorismo nas Universidades”, que será apresentado publicamente às 18 horas do dia 13 de julho, no Salão Nobre da Reitoria da Universidade do Porto.

Realizado pela RedEmpreendia, pelo Centro Interuniversitario de Desarrollo (Chile) e pela Universia, o estudo avalia o estado da valorização económica do conhecimento produzido pelas universidades de 14 países ibero-americanos (Argentina, Bolívia, Brasil, Chile, Colômbia, Costa Rica, El Salvador, Espanha, Guatemala, México, Panamá, Portugal, Uruguai, Venezuela), durante a década de 2000 a 2010.

Os dados obtidos comprovam que o Ensino Superior é um fator fundamental na capacidade de Inovação dos países ibero-americanos. Em média, nos 14 países analisados, as universidades executam 30% da despesa nacional em I&D, mas em Portugal essa contribuição chega aos 40%.

Na verdade, entre os anos 2000 e 2010, o valor de investimento das universidades e institutos politécnicos portugueses em Investigação e Desenvolvimento triplicou, ainda que os dados já recolhidos em 2011 e 2012 antevejam um decréscimo do investimento, devido à recessão económica do país. Uma situação que também se verifica em Espanha.

Estas são apenas duas das conclusões do estudo que será apresentado, pela primeira vez em público, pelo presidente da RedEmprendia, Senén Barro, e pelo Pró-Reitor para o Empreendedorismo e Inovação da Universidade do Porto, Carlos Melo Brito.

Recordamos que a RedEmprendia é a primeira rede universitária ibero-americana de apoio à transferência de conhecimento e ao empreendedorismo. Criada em 2008, é atualmente constituída por 24 universidades líderes de 7 países (Argentina, Brasil, Chile, Colômbia, Espanha, México e Portugal), pela Universia e pelo Banco Santander, através da Divisão Global Santander Universidades. No total, as 24 universidades da RedEmprendia representam 1,5 milhões de estudantes, mais de 150 mil docentes e investigadores e cerca de 1.200 empresas startup.