ECER trouxe 3000 investigadores na área da Educação na UPorto

Conferência de António Nóvoa na ECER 2014

António Nóvoa foi um dos oradores convidados da ECER 2014.

A Universidade do Porto acolheu, durante a primeira semana de setembro, investigadores de 75 países para discussão das questões da investigação em educação na Europa, tendo como palco  ECER 2014 – European Conference on Educational Research.

Organizada pela Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação (FPCEUP) e acolhida pela Faculdade de Engenharia (FEUP), esta conferência de referência internacional dedicou-se à temática do Passado, Presente e Futuro da Investigação em Educação na Europa . Para a debater estiveram nomes sonantes na área das Ciências da Educação, como António Nóvoa, Gert Biesta, Madeleine Arnot e Agnès van Zanten, que encheram auditórios para discutir a problemática da investigação nesta área.

No seu discurso, António Nóvoa explorou o sentido da investigação em educação, centrando-se na discussão acerca da toxicidade dos conceitos de Excelência, Empreendedorismo, Empregabilidade e Europeização, e propondo soluções alternativas para a resolução dos problemas levantados pelas ideologias que os sustentam. Para o ex-reitor da Universidade de Lisboa, estas soluções passam por “uma investigação inclusiva centrada em lógicas de abertura e coletividade, abordagens múltiplas e modos de pensamento diverso”.

A Conferência celebrou ainda o 20º aniversário da EERA – European Educational Research Association numa cerimónia na Casa da Música, acompanhada pela Orquestra Clássica da FEUP e de discursos do futuro Presidente da EERA, do Reitor da Universidade do Porto, Sebastião Feyo de Azevedo, e de uma doutoranda da FPCEUP.