Doutoramentos na U.Porto premiados pela Sociedade Portuguesa de Óptica e Fotónica

Raquel Queirós e Susana Silva concluíram as suas teses no INESC TEC e defenderam-nas na FCUP.

Susana Oliveira Silva e Raquel Barbosa Queirós acabam de ser distinguidas pela Sociedade Portuguesa de Óptica e Fotónica (SPOF) pelas teses de Doutoramento em Física concluídas no INESC TEC em 2013, que ambas defenderam com sucesso na Faculdade de Ciências da U.Porto (FCUP). Os prémios são entregues esta sexta-feira, dia 30 de maio, em Aveiro, durante a AOP 2014 – Applications of Optics and Photonics.

A tese de Susana Oliveira Silva, 34 anos, intitulada “Fiber optic structures for refractive index and gas sensing”, valeu-lhe o Prémio SPOF de melhor tese de Doutoramento. Neste trabalho, a investigadora apresentou novas configurações de sensores em fibras óticas especiais para medição de índice de refração e para aplicação na deteção de gases.

“É com muita satisfação que recebo o prémio atribuído pela SPOF, mérito que também atribuo aos meus orientadores pelo apoio incondicional prestado ao longo do Doutoramento. Este prémio dignifica não só o trabalho que desenvolvi, mas também a U.Porto e o INESC TEC que, como Laboratório Associado por excelência, foi a minha instituição de acolhimento enquanto aluna de Doutoramento, e manteve sempre ao meu dispor todos os meios necessários para a realização do meu trabalho de investigação”, refere a investigadora do INESC TEC.

A tese de Raquel Barbosa Queirós, 30 anos, que lhe valeu a menção honrosa da SPOF, envolveu o desenvolvimento de novos biossensores para a deteção e quantificação de contaminantes microbianos em águas para utilização humana.

Susana Oliveira Silva e Raquel Barbosa Queirós desenvolveram os trabalhos de Doutoramento no INESC TEC através do Programa de Bolsas Individuais de Doutoramento da Fundação para a Ciência e a Tecnologia (FCT). A tese de Susana Oliveira foi orientada por Xavier Malcata (Faculdade de Engenharia da U. Porto) e coorientada por José Luís Santos (INESC TEC/FCUP). Já a tese de Raquel Barbosa Queirós foi orientada por Maria Goreti Sales (Instituto Superior de Engenharia do Porto) e coorientada por Paulo Silva Marques (INESC TEC/FCUP). Ambas as investigadoras foram membros da direção do Capitulo de Estudantes da U.SPIE, International Society for Optics and Photonics, em 2013. Raquel Barbosa Queirós é atualmente Research Fellow no INL – International Iberian Nanotechnology Laboratory e Susana Oliveira Silva é bolseira da FCT de Pós-doutoramento no INESC TEC.

A SPOF – Sociedade Portuguesa para a Investigação e Desenvolvimento em Óptica e Fotónica foi criada em novembro de 2009 com o objetivo de promover a ótica nas vertentes de investigação científica e tecnológica, mas também da formação e educação em ótica pura, aplicada e fotónica.