Docentes da FBAUP em “Respiro” no Museu de Belas Artes

Miguel Carvalhais e Pedro Tudela

Miguel Carvalhais e Pedro Tudela colaboram no projeto @c desde 2000, desenvolvendo uma abordagem muito própria da música digital e da arte sonora (Foto: DR)

Vai estar patente de 12 a 27 de março, no Museu Museu da Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto (FBAUP), a exposição “Respiro”, assinada por Pedro Tudela e Miguel Carvalhais, ambos docentes da FBAUP.

Encomendado pelos Jardins Efémeros para o programa de instalações sonoras “Ears to the City”, incluído no simpósio e exposição “Invisible Places / Sounding Cities” (Museu Grão Vasco, Viseu, 2014), o projeto “Respiro” desenvolve-se a partir do mapeamento de redes de relações, de resíduos e efeitos reverberes. A sua estrutura física modular evoca a aparente auto-semelhança urbana, que oculta uma acumulação de micro-variações individuais articuladas num circuito de confrontos, diálogos e tensões de onde emerge uma composição complexa e dinâmica.

Pedro Tudela (artista plástico e músico) e Miguel Carvalhais (designer e músico) colaboram no projeto @c desde 2000. Em duo ou em várias colaborações com músicos ou artistas visuais (em particular com a austríaca LIA) têm atuado em alguns dos mais importantes palcos europeus. O trabalho dos dois docentes da FBAUP inclui mais de vinte edições discográficas (pela Crónica, Galaverna, Monochrome Vision, Baskaru, Alg-a, Feld, etc.), instalações sonoras, composições audiovisuais e música para teatro. Em 2003 fundaram a editora Crónica, que desde então dirigem.

Com entrada livre, “Respiro” é inaugurada a 12 de março, às 17h00. Depois deste momento inaugural, a exposição pode ser visitada de segunda a sexta-feira, entre as 10h00 e as 13h00, e das 14h00 às 18h00, no Museu da FBAUP.

Mais informações aqui.