Docente e Alumni da FAUP vencem Prémio Nacional de Reabilitação Urbana

Natural do Porto e doutorado pela FAUP, Nuno Valentim exerce atividade profissional na área da arquitetura e reabilitação desde 1994 (Foto: DR)

O projeto para os Albergues Noturnos do Porto, situado na Rua Mártires da Liberdade, no Porto, da autoria dos arquitetos Nuno Valentim, professor da Faculdade de Arquitectura da Universidade do Porto (FAUP), Frederico Eça e Margarida Carvalho, venceu o Prémio Nacional de Reabilitação Urbana, na categoria Cidade do Porto.

Este projeto, recorde-se, já tinha sido recentemente distinguido com o Prémio Nuno Teotónio Pereira na variante de Reabilitação de Edifício de Equipamento, atribuído pelo Institudo da Habitação e Reabilitação Urbana.

O júri do Prémio Nacional de Reabilitação Urbana, constituído pelos arquitetos João Santa-Rita e João Carlos Santos, pelos engenheiros João Appleton e Manuel Reis Campos, e pelo economista João Duque, distinguiu ainda dois projetos da autoria de antigos estudantes da FAUP: na categoria Impacto Social, foi premiado o projeto para o quarteirão da Real Vinícola, conjunto recuperado pela Câmara Municipal de Matosinhos com projeto do arquiteto Guilherme Machado Vaz, que acolhe a Casa da Arquitectura – Centro Português de Arquitectura e a Orquestra Jazz de Matosinhos, ex-aequo com a Escola Básica Maria Barroso, em Lisboa; e na categoria Melhor Solução de Eficiência Energética o projeto Quintãs – Farm Houses, localizado em Arouca, da autoria de Júlio Caseiro.

O projeto dos Albergues Nocturnos do Porto já tinha sido recentemente distinguido com o Prémio Nuno Teotónio Pereira. (Foto: DR)

O projeto para o edifício República 37 de Frederico Valsassina Arquitectos venceu em três categorias – Residencial, Cidade de Lisboa e Reabilitação Estrutural. Foram ainda premiados os projetos para a Sede Abreu Advogados em Lisboa da OpenBook Architecture (Comercial & Serviços), o Verride Palácio Santa Catarina, também em Lisboa (Turismo), da autoria de Teresa Nunes da Ponte, a Quinta de Catapeixe, em Marco de Canaveses (Intervenção inferior a 1.000 m2) e, por fim, a Quinta Alegre, em Lisboa (Restauro).

A cerimónia de entrega dos Prémios decorreu a 9 de maio, em Braga. O Prémio Nacional de Reabilitação Urbana é uma iniciativa da Vida Imobiliária e da Promevi que visa “distinguir as intervenções urbanas de maior valia para a sociedade nas suas múltiplas valências em dez categorias”.

Mais informações em www.fa.up.pt