Docente da FMUP vence Prémio de Excelência na Investigação Científica

Adelino Leite Moreira conta com mais de 300 artigos científicos publicados e mais de 10 milhões de euros angariados através de financiamento de projetos de investigação

Adelino Leite Moreira, Professor Catedrático da Faculdade de Medicina da Universidade do Porto (FMUP), é o vencedor da primeira edição do Prémio de Excelência na Investigação Científica da Universidade do Porto, galardão instituído com o objetivo de reconhecer e fomentar a participação dos docentes e investigadores da U.Porto em projetos de investigação científica.

A distinção – promovida pela Vice-Reitoria de Investigação e Desenvolvimento como incentivo pelos esforços na criação de novos conhecimentos – foi atribuída ao docente da FMUP pelo seu currículo científico notável na área das ciências cardiovasculares.

“É obviamente uma honra ser o primeiro galardoado com um prémio que distingue a excelência na investigação científica, particularmente quando este é atribuído pela Universidade do Porto, uma das instituições portuguesas que mais se distingue na área da investigação”, avança Adelino Leite Moreira.

“Embora a minha atividade não seja condicionada ou orientada para a obtenção de prémios ou qualquer outro tipo de reconhecimento público, é inegável que uma distinção desta natureza constitui uma motivação adicional para prosseguir num caminho de investigação translacional e de inovação, no qual há inúmeras dificuldades a ultrapassar”, acrescenta o galardoado.

Adelino Leite Moreira conta com mais de 300 artigos científicos publicados em revistas de elevada exigência editorial e mais de 10 milhões de euros angariados através de financiamento de projetos de investigação. Exercendo uma atividade clínica como cirurgião cardiotorácico, tem implementado com sucesso técnicas cirúrgicas inovadoras para otimizar o tratamento dos seus doentes.

Destaca-se ainda o trabalho desenvolvido no âmbito da Unidade de Investigação e Desenvolvimento Cardiovascular (UnIC), da qual é coordenador científico. Recorde-se que a UnIC foi criada em 1994 e é, atualmente, uma das unidades de investigação integrada na Faculdade de Medicina da U.Porto. A UnIC tem como principal missão promover o conhecimento científico e a sua potencial aplicação na prática clínica, focada no desenvolvimento de novas abordagens de diagnóstico, monitorização e tratamento para as doenças cardiovasculares – primeira causa de morte em Portugal. Atualmente a UnIC integra 122 investigadores, 50 dos quais doutorados, e é o único centro nacional dedicado exclusivamente ao estudo desta temática.

O Prémio de Excelência na Investigação Científica da U.Porto será entregue a 22 de março, durante a sessão solene do Dia da Universidade 2018.