Desafios ambientais vão a debate na Faculdade de Engenharia


O evento conta com a presença de empresas de referência ligadas ao setor do Ambiente como a EDP, a GALP, a EFACEC e a LIPOR.

De que forma podemos interligar os conceitos de ambiente, sociedade, economia e tecnologia? É possível contribuir para a consciencialização ambiental e promover uma reflexão séria em relação à economia dos recursos hídricos e energéticos? Os estudantes do Mestrado Integrado em Engenharia do Ambiente da Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto (FEUP) organizam esta quarta-feira, no dia 16 de outubro, um fórum com apresentações de especialistas reconhecidos nas diferentes áreas de intervenção da Engenharia do Ambiente com espaço para discussão sobre estas temáticas.

Considerada a grande tendência do século XXI, a consciencialização ambiental assume-me como a principal motivação dos estudantes do Mestrado Integrado em Engenharia do Ambiente da FEUP na organização da 3ª edição do Fórum do Ambiente. Com uma sociedade orientada por valores consumistas, em resultado dos desenvolvimentos tecnológicos alcançados pelo homem, torna-se fundamental encontrar o equilíbrio entre o ser humano e o planeta Terra. É este o ponto de partida da Fórum do Ambiente.

Esta iniciativa pretende sobretudo lançar o debate sobre a necessidade de encontrar um modelo de desenvolvimento que seja capaz de promover a interligação entre quatro conceitos: ambiente, sociedade, economia e tecnologia. O papel dos engenheiros na descoberta de soluções tecnológicas rentáveis, eficientes e sustentáveis do ponto de vista ambiental, em harmonia com a evolução dos valores culturais e com as exigências dos padrões de qualidade de vida da sociedade contemporânea, será um dos principais desafios desta edição do Fórum do Ambiente.

Estão confirmadas as participações de empresas de referência no panorama da energia e ambiente nacionais: EDP Renováveis, GALP Energia, EFACEC, Corticeira Amorim, CITEVE, Lipor, BA Vidro, FC Porto, entre outras.

A entrada é livre mas necessita de inscrição obrigatória. Inscreva-se e consulte aqui o programa.