Daniel Freitas é o novo presidente da Federação Académica do Porto

Daniel Freitas

O sucessor de Rúben Alves aposta num projeto de continuidade à frente dos destinos da FAP.

Reforçar a voz da Federação Académica do Porto (FAP) na definição das políticas educativas e apostar na proximidade com os estudantes. São essas duas das prioridades que, ao longo do próximo ano, prometem”inspirar” Daniel Freitas, estudante da Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto (FEUP), eleito no passado dia 5 de dezembro como novo presidente do órgão máximo de representação dos estudantes da Academia portuense.

Encabeçando a única lista candidata, o até agora vice-presidente da FAP foi eleito com 21 votos pelas 27 associações que integram a federação. O sucessor de Rúben Alves parte assim para um projeto “de continuidade” que tem como vértice fundamental o reforço da representação estudantil e institucional, traduzido, por exemplo, na afirmação da “posição de liderança [da FAP] no movimento associativo nacional”. A este propósito, Daniel Freitas lembra que  “o mandato será marcado pela realização de eleições legislativas e aí, temos a obrigação de intervir enquanto estrutura representativa dos estudantes para marcar o passo na discussão dos temas que entendemos serem relevantes”, dando como exemplos “a reorganização da rede de ensino superior, a ação social escolar, o abandono escolar e o financiamento do ensino superior”.

“Ambicioso, mas profundamente realista”, o programa eleitoral da “nova” FAP aposta também na aproximação contínua à comunidade estudantil. “Queremos intrometer-nos positivamente na vida dos estudantes”, afirma Daniel Freitas em entrevista ao JornalismoPortoNet (JPN), o jornal online do curso de Ciências de Comunicação da U.Porto. Nesse sentido, o programa eleitoral prevê iniciativas como o lançamento do Pólo Zero da FAP – sonho antigo mas “bem-encaminhado” -, a criação de um “Cartão Jovem Académico FAP”, com inclusão de descontos exclusivos para os estudantes da Academia, a promoção de ações ligadas à formação para o emprego e ao apoio ao empreendedorismo, a consolidação das atividades da FAP no desporto, na área social e nas atividades académicas, ou “a potenciação do melhor dos diversos grupos estudantis da Academia do Porto”.

Para além de Daniel Freitas, a nova equipa diretiva da FAP conta com outros estudantes da U.Porto. São eles Joana Magalhães (AEICBAS)-, Marianna Cardoso (AEFADEUP), Clotilde Osório (AEFMUP), Susana Alves (AEFCUP) e Vasco Moreira (AEFEP). Já Francisco Silva (AEFEP) vai assumir a presidência da Mesa da Assembleia Geral.

A cerimónia de tomada de posse está marcada para dia 15 de dezembro, pelas 18h30, no Salão Árabe do Palácio da Bolsa.

Sobre Daniel Freitas

O novo presidente da FAP iniciou este ano o mestrado em Engenharia de Serviços e Gestão na FEUP, faculdade onde já tinha concluiu o mestrado Integrado em Engenharia Informática e Computação. Durante o percurso académico, assumiu a presidência da Associação de Estudantes da FEUP e é atualmente um dos representantes dos estudantes no Conselho Geral da Universidade do Porto.