Cursos online da U.Porto são os mais concorridos em Portugal

Só o MOOC da U.Porto “Coma Melhor, Poupe Mais” registou mais de oito mil incritos nas duas edições já realizadas.

A Universidade do Porto é a instituição portuguesa com maior número de inscritos nos cursos online disponibilizados na plataforma MiríadaX, um agregador de MOOC’s (Massive Online Open Course) das 1242 universidades ibero-americanas que fazem parte da rede Universia.

Perto de 10 mil pessoas – 9.326 para ser exato – de todo o mundo inscreveram-se nos dois MOOC’s que a Universidade do Porto já disponibiliza naquela plataforma, um número que é pouco menos do que o dobro do total de inscritos registados pela universidade portuguesa com o segundo melhor resultado neste campo.

A Universidade Nova de Lisboa regista até ao momento 5.789 inscritos nos dois cursos que disponibiliza na MiríadaX, seguindo-se-lhe a Universidade de Aveiro com 4.575 inscritos no único MOOC disponibilizado e a Universidade de Lisboa com 452 inscritos para o seu único curso. O ISCTE-IUL é a universidade portuguesa que resta na MiríadaX, mas sem registar ainda qualquer inscrito nos dois cursos que planeia disponibilizar a curto prazo.

Foi em outubro de 2015 que a Universidade do Porto arrancou com as aulas do seu primeiro MOOC, intitulado “As alterações climáticas nos média escolares”. Como o título indica, o curso é dedicado às alterações climáticas e à utilização dos média digitais em salas de aula para a aprendizagem do tema. É, por isso, particularmente desenhado para professores do ensino básico e secundário da área das Ciências, para responsáveis pelos média escolares e para todos os interessados nestas temáticas, tendo até ao momento registado 1.067 inscritos.

A segunda incursão da Universidade do Porto nos MOOC’s foi aquela que teve o maior sucesso até ao momento. O curso “Coma melhor, poupe mais”, iniciado em junho de 2016, registou um total de 8.549 inscritos nas duas edições realizadas. Pessoas de mais de 35 países, em particular de Portugal, Brasil e Espanha, tiveram assim a oportunidade de aprender um conjunto de conceitos e dicas úteis sobre como ter uma alimentação saudável e equilibrada sem precisar de gastar muito dinheiro.

Estes números são o resultado de uma crescente aposta da Universidade do Porto nas novas tecnologias educativas. Como notou José Martins Ferreira, vice-reitor da Universidade do Porto para a Tecnologias Educativas, aquando do lançamento do primeiro MOOC da instituição, o objetivo da Universidade do Porto passa por investir de forma gradual na «na modernização dos paradigmas pedagógicos e na oferta de educação informal».

  • JF Carreiras & Negócios

    O excelente trabalho feito pela Universidade do Porto, servindo como
    um exemplo, inserirndo cada vez mais cursos de bacharelado e
    principalmente licenciatura, nesta modalidade Ead, assim como a
    famosa graduação sanduiche, volvada para as necessidades do mercado
    de trabalho, deve ser adotado por outras universidades,tanto
    brasileiras como estrangeiras, facilitando asssim a forma de
    aprendizado, onde os alunos ter maior interação;além da economia
    de tempo, deslocamento e preços mais acessíveis.

    Curta:
    https://www.facebook.com/canaldoscursosonline.net/