Concerto de tributo à cidade encerrou comemorações do Dia da U.Porto

A Orquestra Clássica da FEUP tomou conta do palco do Teatro Rivoli para o 3.º Concerto de Tributo à Cidade e à Região da Universidade do Porto.

Os 729 lugares do Grande Auditório do Teatro Rivoli lotaram na noite de 3 de abril para a terceira edição do Concerto de Tributo à Cidade e à Região que a Universidade do Porto organizou no âmbito das comemorações do seu 107.º aniversário.

A plateia composta por membros da comunidade académica e representantes das principais instituições da cidade e da região teve a oportunidade de assistir a mais uma atuação da Orquestra Clássica da FEUP, composta por estudantes, docentes e técnicos das várias unidades orgânicas da Universidade do Porto.

O programa arrancou com a interpretação de Abertura “Il Duca di Foix”, da autoria de Marcos de Portugal, prosseguindo depois com SoNotas de F. Loreto, Cinema Paradiso de E. Morricone (arr. Carlos Rubio) – que contou com a participação, na tuba, do solista da Casa da Música Sérgio Carolino–, Pompa e Circunstância nº 4 de E. Elgar e Finlandia de J. Sibelius, para encerrar com o Hino da Juventude (Final da Sinfonia nº 4) de Joly Braga Santos.

O maestro José Eduardo Gomes entregou ao Reitor da U.Porto o título de Embaixador Honorário da Orquestra Clássica da FEUP.

A noite começou, porém, ainda antes das primeiras notas soarem pelo Grande Auditório do Rivoli, com a intervenção de boas-vindas a todos os convidados pelo Reitor da Universidade do Porto. Uma ocasião em que Sebastião Feyo de Azevedo foi surpreendido com a entrega do título de Embaixador Honorário da Orquestra Clássica da FEUP, pelas mãos do seu maestro, José Eduardo Gomes.

Recorde-se que a Orquestra Clássica da FEUP é um projeto do Comissariado Cultural daquela faculdade que, em 2016, estabeleceu um protocolo de colaboração com a Reitoria da Universidade do Porto para representar a instituição em diversos eventos académicos.

Tendo-se apresentado publicamente pela primeira vez em dezembro de 2013, a orquestra tem mantido desde essa data uma agenda regular de espetáculos, sempre sob a direção artística de José Eduardo Gomes, docente da ESMAE – Escola Superior de Música e Artes do Espetáculo do Porto e maestro titular da Orquestra Clássica do Centro.

3.º Concerto de Tributo à Cidade e à Região