CIIMAR participa em campanha mundial “Ocean Sampling Day”

A primeira iniciativa OSD decorreu em 2014 e reuniu amostras de um total de 150 pontos distribuídos por todos os continentes

A primeira iniciativa OSD decorreu em 2014 e reuniu amostras de 150 pontos distribuídos por todos os continentes

É já no próximo dia 21 de junho que o Centro Interdisciplinar de Investigação Marinha e Ambiental da Universidade do Porto (CIIMAR) vai participar no segundo evento mundial de amostragem OSD, que nesta edição de 2015 será acompanhado pelo MyOSD, um programa paralelo de “Ciência Cidadã.

The Ocean Sampling Day (OSD) é o maior evento de amostragem consertado já alguma vez realizado num único dia, com cerca de 140 locais de amostragem, e visa contribuir para a maior base de dados mundial de diversidade e funcionalidade microbiana marinha.

O CIIMAR vai participar nesta campanha com dois locais OSD registados, através da coordenação das investigadoras Catarina Magalhães e Sandra Ramos: um na barra do estuário do Rio Lima (OSD 73) e outro no estuário do Rio Douro (OSD 74). Estas amostras contendo miríades de micro-organismos, prosseguirão para análises de sequenciação massiva dos seus microbiomas aplicando técnicas de sequenciação de nova geração.

Em simultâneo, o CIIMAR irá também participar como “Hub MyOSD” no âmbito do programa MyOSD, que apela à participação ativa dos cidadãos no dia mundial de amostragem dos oceanos, oferendo um kit de amostragem e uma app para smartphone de forma a poderem facilmente fazer recolha dos microrganismos marinhos e de dados ambientais importantes. Neste âmbito, será responsável pela distribuição e coordenação de 10 kits MyOSD e irá facilitar todo o apoio técnico necessário para estas atividades.

As amostras OSD e MyOSD recolhidas em todo o mundo serão enviadas para Bremen, na Alemanha, para se proceder à extração e sequenciação de DNA e serão adicionados às bases de dados públicas resultantes da iniciativa OSD 2014. Estas amostras cumulativas relacionadas no tempo, no espaço e contextualizadas com parâmetros ambientais, irão fornecer um conhecimento fundamental sobre a biodiversidade microbiana dos oceanos e, também, contribuir para a economia azul através da identificação de novas biotecnologias derivadas dos oceanos. Este esforço mundial é coordenado conjuntamente pela Universidade Jacobs em Bremen, Alemanha, e pela Universidade de Oxford, Reino Unido, no âmbito do projeto europeu Micro B3.

O novo conceito de amostragem OSD foi concebido no seio do projeto financiado pela CE Micro B3 para promover uma campanha coordenada e global de colheita de dados das comunidades microbianas marinhas. Várias instituições irão também juntar-se ao CIIMAR nesta iniciativa, nomeadamente IPMA, CCMAR, CMIA de Matosinhos, CMIA de Vila do Conde, CMIA de Viana do Castelo, Centro de Ciência Viva do Algarve, Aquamuseu do Rio Minho e Associação Baseline Matosinhos.