Caderno reutilizável vence Startup Pitch Day do UPTEC

Pedro Lopes, promotor do EcoBook, projeto vencedor do evento

Pedro Lopes, promotor do EcoBook, projeto vencedor do evento.

Bastaram 180 segundos para que Pedro Lopes, estudante de Engenharia Eletrotécnica da Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto (FEUP), convencesse o júri sobre as potencialidades do EcoBook, um caderno que pode ser reutilizado vezes sem conta e grande vencedor do Startup Pitch Day da 4ª edição do Programa de Aceleração de Startups do Parque de Ciência e Tecnologia da Universidade do Porto (UPTEC).

Dar a conhecer a ideia de negócio com um pitch de três minutos foi o desafio colocado aos autores dos 18 projetos empresariais que estiveram presentes no Startup Pitch Day do UPTEC, realizado a 23 de março, na Faculdade de Economia da U.Porto (FEP). Entre eles destacou-se então o EcoBook, um caderno branco que permite escrever, apagar com um simples guardanapo sem manchar, e depois voltar a escrever. Ecológico pela fácil reutilização de páginas, económico porque evita o gasto em folhas que servem apenas para rascunhos, e prático porque é possível manter a informação durante muito tempo ou apagá-la instantaneamente, o projeto foi criado por Pedro Lopes, juntamente com Matheus Gerken, estudante do IPAM,

Para além do primeiro prémio, o júri atribuiu, ainda, três menções honrosas. Na área das indústrias criativas, o EcoCubo reuniu as preferências. O projecto de arquitetura e design pretende colmatar deficiências no alojamento do turismo de Natureza com um módulo habitacional de baixo custo, amovível, funcionalmente flexível e sustentável. Na área de bio, um sistema integrado de monitorização infantil, composto por um dispositivo móvel, uma plataforma web e um baby pin foi o seleccionado. A AppyBaby combina o poder dos alertas em tempo real, uma rede social parental e informação pediátrica científica. Já na área tecnológica, o projeto empresarial eleito foi a Atiiv, a app que pretende ser a melhor amiga dos personal trainers. A plataforma facilita a gestão de clientes, permite fazer planos de treino e nutricionais, marcação de sessões, avaliações físicas e métricas, entre outras funcionalidades.

UPTEC_StartupPitchDay

Sessão teve lugar na Faculdade de Economia da U.Porto.

No evento, foram apresentadas mais 12 ideias de negócio: uma plataforma revolucionária para o arquivo e partilha de experiências de viagem (nomadmovement), um marketplace de joalharia e bijuteria mais personalizável do mundo (3U), um estúdio de animação à medida (Konec), uma app que coloca o cliente no centro da acção publicitária (Winsharez) e até uma plataforma de processamento remoto de biodados (Wheel Sci). O Startup Pitch Day do UPTEC contou, ainda, com a apresentação de ideias de negócio que pretendem tornar possível comunicações de texto, voz, fotos e vídeo sem acesso à net ou rede (Hype), o aluguer de um autocarro através de um clique (busebus), transformar qualquer dispositivo android num drone automático (Connect Robotics), aproximar empresas e aforradores através de um modelo de financiamento directo (Mosaico), otimizar o processo de melhoria contínua em unidades fabris (Growintel), apoiar agricultores que gostam de tecnologia, nomeadamente hidroponia (Smarthelix), e ainda juntar num mapa tudo o que é único e autêntico na cidade do Porto (Ziggymap).

Os projetos de negócio foram avaliados por um júri constituído por Amílcar Correia (Jornalista do Público), Filipe Araújo (Vereador do Pelouro da Inovação e Ambiente na Câmara Municipal do Porto), Dirk Elias, (Diretor da Fraunhofer Portugal), Mário Rui Silva (Diretor do Mestrado em Economia e Gestão da Inovação na Faculdade de Economia do Porto), Paula Oliveira (Conservadora do Museu Nacional Soares dos Reis) e Sofia Castro (Diretora Financeira da Fundação Serralves).

As candidaturas para a Escola de Startups, um novo modelo do Programa de Aceleração de Startups do UPTEC, decorrem até 31 de março. Os interessados deverão candidatar-se no website da Escola de Startups em http://escoladestartups.org/.