BioBoards dá a volta à Europa para promover a cortiça nacional

UPTEC_BioBoards

Após ter saído do Porto, a startup passou pela cidade de Bilbao. Foto: BioBoards

Divulgar os produtos inovadores e de origem portuguesa, promover a marca internacionalmente e criar parcerias além-fronteiras são os principais objetivos da Euro Tour Bio Boards 2016. A viagem começou no Porto no dia 8 de setembro e, ao longo dos próximos dois meses, passará por 22 países europeus.

Os cinco elementos da startup incubada no UPTEC – Parque de Ciência e Tecnologia da Universidade do Porto, percorrerão 18 000km, durante dois meses, para promover os skates bio boards, produzidos com cortiça nacional e se que distinguem pela configuração única de apenas três rodas, permitindo sensações reais de surf na terra.

“Criamos produtos ecofriendly porque a sustentabilidade e provocar o mínimo impacto ambiental são os nossos principais objetivos. Para isso, utilizamos materiais reciclados, recicláveis, reutilizáveis e biodegradáveis, como cartão e bamboo, sendo a cortiça portuguesa o material de eleição”, refere Ricardo Marques, CEO da Bio Boards.

Para além dos skates, a Bio Boards comercializa um leque de produtos relacionado com o mercado surf, desde as balance boards para treino funcional, pranchas de surf e roupa feita em materiais recicláveis.

A viagem poderá ser acompanhada através das redes sociais, onde os elementos da equipa irão relatar a experiência diariamente, na “Surf Total” que registará a viagem nas plataformas online, assim como no programa “Action Sport Plus” que semanalmente será transmitido na Fuel TV, canal dedicado a desporto, lifestyle, música e arte.

“Este é um trajecto nunca antes feito e documentado desta forma. Vamos passar pelos principais surfspots europeus, principais capitais, estradas emblemáticas, auroras boreais, parques naturais e outros destinos. Queremos levar os produtos portugueses além-fronteiras”, acrescenta o CEO da Bio Boards.

A viagem passará também por Tallinn, na Estónia, onde a startup vai representar Portugal na final europeia do Climatelaunchpad, a maior competição de ideias de negócio cleantech.