Belas Artes festeja 233 anos de ensino artístico no Porto

Sessão vai integrar a distinção dos novos talentos gerados na FBAUP.

A Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto (FBAUP) comemora no próximo dia 28 de fevereiro o seu 233º aniversário e vai assinalar a data com um conjunto de atividades abertas a toda a comunidade.

A sessão solene do Dia da FBAUP tem início marcado para as 16h30 na Aula Magna da Faculdade, será presidida pelo Reitor da U. Porto, José Carlos Marques dos Santos e terá como oradora convidada a escultora Clara Méneres, (professora Catedrática Emérita, Jubilada da Universidade de Évora, formada na Escola Superior de Belas Artes do Porto), que proferirá a conferência “Pensamento Visual e Investigação em Arte”.

Durante a cerimónia serão entregues os prémios de Aquisição da Exposição de Finalistas da Licenciatura em Artes Plásticas e Licenciatura em Design de Comunicação, bem como o Certificado de Mérito aos estudantes melhor classificados do 1º e 2º Ciclos do ano letivo 2011/2012.

A apresentação de uma exposição evocativa de Fernando Lanhas, o lançamento do livro de Homenagem a Fernando Pernes e a apresentação do catálogo de exposição dos finalistas de Licenciatura marcam ainda este dia festivo, que contará com a atuação musical de Ianina Khmelik e Cristina Bacelar.

O programa completo da cerimónia pode ser consultado aqui.

A história da FBAUP

Com origens na Aula de Desenho e Debuxo, iniciada em 1780, a Faculdade de Belas Artes da U.Porto resulta de um conjunto de experiências formativas e artísticas que fazem dela um ator de referência na história da arte portuguesa dos últimos dois séculos. Deste processo histórico, destaca-se a criação, em 1836, da Academia Portuense de Belas Artes, que oferecia aulas nas áreas da Pintura, Escultura, Arquitetura e  Desenho. Ainda no século XIX, a Academia dá origem à Escola Portuense de Belas Artes e, a partir de 1950 ascende a Escola Superior de Belas Artes (ESBAP), nome incontornável no ensino artístico em Portugal no século XX.

Em 1979, o curso de arquitetura ganha autonomia e dá origem à Faculdade de Arquitectura na Universidade do Porto. Em 1994, também a ESBAP passa a fazer parte da U.Porto e a designar-se por Faculdade de Belas Artes, mantendo-se em funcionament no Palacete Braguinha, um antigo palacete do século XIX que acolhe o ensino das Belas Artes desde 1928.